CAMPANHA ALTERA ROTINA

Av. da Universidade vira reduto de comitês

Somente na via, no Benfica, há pelo menos 11 instalados, quase todos de candidaturas de siglas de esquerda

01:00 · 03.09.2018 / atualizado às 01:24
Image-0-Artigo-2448014-1
Sede do PCB, no Benfica, está cercada por comitês de candidatos do PCdoB e do PT. O mesmo ocorre em outros pontos da Avenida da Universidade ( Foto: Saulo Roberto )

A Avenida da Universidade, em Fortaleza, famosa pela agitação estudantil, é conhecida também por ser um reduto de movimentos e partidos ligados ao campo ideológico da esquerda, tanto é que abriga as sedes do PT, do PCdoB e do PCB. Como reflexo disso, nas eleições deste ano, vários candidatos escolheram a via para instalar comitês de campanha. Ao todo, são pelo menos 11 ao longo da Avenida, alguns, praticamente, colados um ao outro. Mas, se por um lado, a concentração de comitês beneficia comerciantes da região, por outro, tem incomodado parte da população que ali reside.

É o que constatou a reportagem do Diário do Nordeste ao percorrer o trecho da Avenida da Universidade entre a Avenida 13 de Maio e a Rua Antônio Pompeu, que concentra, até o momento, pelo menos 11 comitês. Já no início do trajeto, do lado esquerdo da via, há dois comitês do PT: um da deputada federal Luizianne Lins, candidata à reeleição, e outro da deputada estadual Rachel Marques, que busca uma vaga na Câmara Federal. O espaço é o mesmo do vereador Acrísio Sena, candidato ao cargo de deputado estadual.

O que separa um comitê do outro é apenas um imóvel. Uma moradora do entorno, que não quis se identificar, reclama da movimentação na porta de casa. "Algumas vezes atrapalha, né? (...) Mas isso vai passar, em outubro vai passar", diz. Já para a comerciante Socorro Meneses, 49 anos, dona de um mercadinho na Avenida da Universidade, quanto mais gente na região, melhor. "Minhas vendas aumentaram, tem mais procura, mais movimento", comemora.

Outros partidos

Mais à frente, há outros cinco comitês. De um mesmo lado da via, estão os pontos de apoio das campanhas de Inácio Arruda (PCdoB), candidato a deputado federal; do deputado federal José Airton (PT), candidato à reeleição; do candidato a deputado estadual Preto Zezé (PCdoB) e do deputado estadual Dedé Teixeira (PT), também candidato à reeleição. Já do outro lado, fica o comitê do petista Rafael Tomyama, postulante a uma cadeira na Câmara dos Deputados.

"É muito barulho, as músicas repetitivas, (eles) vêm com essas bandeiras, fazem muita 'zoada', muita baderna, e estão atraindo muito ladrão. A gente está fechando até as coisas cedo", reclama uma moradora das proximidades, que também pediu para não ser identificada.

Alguns metros à frente, foram instalados comitês de outros dois petistas que buscam reeleição: o do deputado estadual Elmano de Freitas e o do deputado federal José Guimarães, separados apenas por um restaurante. Paulo da Silveira, 72 anos, dono de um restaurante localizado quase em frente aos espaços, considera positivo o movimento para atrair clientes, mas lamenta o lixo de "santinhos" jogados na Avenida. "Eles (candidatos e apoiadores) mesmos não atrapalham. Eles vêm almoçar aqui, sempre tem reunião aí e tem um movimento danado. É só o lixo mesmo", observa.

Não só da esquerda

Já a psicóloga Katarine Jennifer, 23 anos, que tem uma clínica de Psicologia e Nutrição próxima aos comitês, só vê prejuízos. "Estão acontecendo muitas manifestações e, como é um espaço de psicologia, é fundamental que tenha silêncio, porque é um espaço de psicoterapia. Quando chega no final do dia, à noite, já começa toda a animação".

No cruzamento da Avenida da Universidade com a Avenida Domingos Olímpio, o comitê do deputado estadual Capitão Wagner (PROS), candidato a deputado federal, mostra que a região não é ocupada apenas por candidaturas de esquerda. Já depois do cruzamento, está o comitê do deputado federal Chico Lopes (PCdoB), candidato à reeleição.

Ainda há a possibilidade de mais um espaço ser inaugurado na via. A assessoria do PCO disse que também estuda abrir o comitê do candidato ao Governo do Estado, Mikaelton Carantino, na Avenida da Universidade.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.