Repasses do Governo

Aprovados recursos para projetos sociais

01:00 · 10.11.2017

A Assembleia Legislativa aprovou, ontem, projetos enviados pelo governo estadual que tratam de repasses financeiros para obras sociais desenvolvidas no Estado, cujo público-alvo são "crianças, adolescentes, idosos, mulheres e pessoas com deficiência com direitos ameaçados ou violados e com vínculos familiares rompidos". Também foi aprovado o regime de urgência de outros projetos do Poder Executivo, que visam beneficiar outras organizações cearenses.

Ao todo, cinco projetos sociais serão beneficiados com recursos do Governo do Estado, conforme os projetos de lei que foram aprovados ontem. Um deles é o projeto "Por um novo tempo", apresentado pela Escola de Dança e Integração Social para Crianças e Adolescentes (Edisca), que, de acordo com o texto, objetiva contribuir para o desenvolvimento da autonomia e cidadania de crianças e adolescentes que moram em comunidades que apresentam risco social à infância e à adolescência.

Outro projeto a ser beneficiado é o "São Bento", da Ação Social Lumen, que visa "oportunizar vivências socioeducativa e esportiva para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade pessoal e social". A Associação Vidança - Companhia de Danças do Ceará, que desenvolve o projeto "Dança Cidadania" com o objetivo de permitir o acesso de crianças e adolescentes à arte e linguagens, também foi contemplada.

Urgência

O projeto "Resgatando Valores", da Revarte, que "oferta um serviço socioeducativo para crianças, adolescentes e jovens" foi outro beneficiado, além do projeto "Dias Melhores", da Obra Nossa Senhora da Glória Fazenda Esperança, que trabalha com crianças e adolescentes portadoras do vírus HIV/Aids.

Foi aprovado, ainda, o regime de urgência para outros três projetos do Executivo, com o objetivo de repassar recursos para a Associação Peter Pan, o Lar Torres de Melo e a Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado. Projetos de Lei apresentados por deputados também foram aprovados ontem, dentre eles um de Carlos Felipe (PCdoB), que prevê acompanhamento profissional de nutricionista nas escolas da rede privada de ensino do Estado.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.