Campanha

Aliados esperam apoio de Camilo

01:00 · 06.09.2018

A candidatura do governador Camilo Santana (PT) à reeleição ainda não deu o auxílio que alguns candidatos em disputa proporcional esperavam ter no pleito deste ano. A participação do petista nas campanhas de aliados tem se limitado, até agora, à presença em palanques durante visitas dele a municípios em busca de voto. No entanto, há quem tenha tido apoio financeiro para a propaganda.

É o caso do deputado estadual Carlos Felipe (PCdoB), candidato à reeleição, que tem recebido apoio da campanha majoritária e das candidaturas a deputado federal do bloco governista do qual participa. "A filmagem que fizemos foi oriunda de recursos da campanha ao Governo. A minha fotografia também não fui eu quem pagou", disse.

O parlamentar afirmou, porém, que ainda não dividiu palanque com o governador. Segundo Felipe, em Crateús, que é seu colégio eleitoral, há uma questão problemática: tanto a Prefeitura quanto os opositores da gestão local são aliados de Camilo. "É bom para o governador, mas para quem tem postura de mais coerência fica muito complicado", argumentou.

Candidato a deputado federal, Tomaz Holanda (PPS) afirmou que faz campanha solitária. "Não tive nada (de apoio), por enquanto, infelizmente. Nos resta esperar, mas estamos nessa luta praticamente sozinhos". Sérgio Aguiar (PDT), por sua vez, informou que, até o momento, produz, por conta própria, material associando seu nome ao do governador. Ele, porém, ressaltou que tem participado de agendas do chefe do Executivo que convêm à candidatura.

Material

Candidata a deputada federal pelo PT, Rachel Marques disse que tem participado de atividades da campanha de Camilo Santana, como o comício realizado na última sexta-feira (31) na Praça do Ferreira, com a presença de Fernando Haddad (PT). No entanto, ela afirmou que ainda não recebeu apoio para a produção de material de campanha.

O governador recebeu, até agora, R$ 392,9 mil da direção nacional do PT, um dos menores valores disponibilizados para uma candidatura majoritária da legenda. No entanto, há compromisso do PT nacional de destinar mais recursos à campanha.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.