Maracanaú

Traficante liderou tentativa de roubo

01:00 · 31.05.2018

Um traficante, que agia, principalmente, na região de Maracanaú, teria sido o mentor do ataque ao carro-forte, ocorrido, ontem, na BR-116, no trecho que corta o Município de Chorozinho, segundo informações da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). O mentor intelectual da ação criminosa foi identificado como Jaime Lerner Martins da Silva. Ele foi baleado durante um confronto armado com os vigilantes e acabou morto.

De acordo com o delegado Ricardo Romagnoli, titular da DRF, o bando, formado por sete pessoas, não era especializado neste tipo de ação. "Era uma quadrilha pequena. O traficante teve a ideia e convocou os comparsas", ressaltou.

Romagnoli diz que, apesar da recorrência, todos os casos estão tendo respostas imediatas, com a prisão de suspeitos. "Desses três casos, somente o de Umirim não está com as investigações muito avançadas. Nos outros, foram dadas respostas imediatas".

O delegado afirmou que o suspeito preso, dentro de um matagal, às margens da BR-116, ontem, identificado como Alberto da Silva Júnior, confessou a prática do crime e revelou o plano de interceptar o blindado, quando passasse pela rodovia.

Diferentes

Ricardo Romagnoli pontuou que as quadrilhas que agiram nos três casos são diferentes. "Até o momento, não há indicativo disso. A quadrilha de Umirim já é investigada pela DRF. É muito numerosa e alguns integrantes têm mandados em aberto, por outros crimes. Parte dos suspeitos já foi identificada".

O titular da DRF afirmou também que o número de ataques a carros-fortes está crescendo em todo o Nordeste. "Estamos estudando planos de prevenção. Enquanto Polícia Civil, temos o dever de investigar e prender esses grupos, mas as empresas particulares também precisam desenvolver planos estratégicos para dificultar ações criminosas".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.