cajazeiras

Suspeito de chacina é preso

A Chacina das Cajazeiras foi a que deixou mais vítimas na história do Estado do Ceará. Ao todo, 14 pessoas foram mortas na casa de shows 'Forró do Gago', no dia 27 de janeiro deste ano ( FOTO: THIAGO GADELHA )
01:00 · 02.05.2018 por Cadu Freitas - Repórter

No fim da tarde da última quarta-feira (25), um grupo de policiais civis do 16º DP (Castelão) realizava diligências na comunidade Rosalina, no Parque Dois Irmãos - região de disputa entre as facções criminosas Guardiões do Estado (GDE) e Comando Vermelho (CV) - quando receberam uma denúncia. A informação apontou para a localização de mais um suspeito da maior chacina já registrada no Estado do Ceará, que deixou 14 mortos em um clube de forró no bairro Cajazeiras. Na Rosalina, foi encontrado Francisco Kelson Ferreira do Nascimento, 23, conhecido como 'Susto' e batizado pela GDE.

Os policiais civis foram ao endereço informado e prenderam Francisco Kelson que, segundo eles, não "esboçou reação". O suspeito já havia se mudado pelo menos três vezes só neste ano, sendo a última há apenas dois dias, mas sempre se mantendo na área de influência da GDE na comunidade. Na casa, foi apreendida uma pistola com 11 munições. O armamento havia sido registrado no nome de um policial militar.

O suspeito disse ter comprado a pistola na própria comunidade por R$ 5 mil, mas não informou quem a vendeu. No depoimento, ele permaneceu calado sobre a maioria das questões, inclusive se conhecia mais integrantes da GDE. Kelson foi autuado por associação criminosa, receptação e porte ilegal de arma de fogo. Ele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva no último dia 27.

Kelson já havia sido preso três vezes: em dezembro de 2015 e em agosto de 2016. Na primeira, foi autuado por porte ilegal de arma de fogo; na segunda, por tráfico de drogas. Além disso, ainda responde por outro porte ilegal ocorrido em setembro do ano passado e por um ato infracional quando tinha 17 anos.

Prisões

Treze pessoas já foram presas em decorrência da Chacina das Cajazeiras que completa hoje 95 dias. Em 28 de março deste ano, Fernando Alves de Santana, de 26 anos, foi preso no Município de Seabra, na Bahia. Conhecido como 'Baiano' tinha um mandado de prisão aberto após a chacina e foi detido em uma ação conjunta da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Polícia Civil da Bahia.

'Baiano' e Kelson foram presos juntos em setembro de 2017 após terem cometido uma série de assaltos no Montese. Foram apreendidas com eles dois revólveres (calibres 32 e 38), além de objetos roubados. Quatro meses depois, eles já estavam livres para realizar a maior chacina do Estado. Além da dupla, outras dez pessoas foram detidas em razão da investigação da DHPP sobre o episódio nas Cajazeiras, sendo que um deles já estava no Sistema Penitenciário; um foi morto em tiroteio com a Polícia e dois seguem foragidos. Deijair de Souza Silva, o 'De Deus', é apontado como um dos mandantes do crime.

Mulheres

A Chacina das Cajazeiras foi a que deixou mais vítimas na história do Estado do Ceará. Ao todo, 14 pessoas foram mortas na casa de shows 'Forró do Gago', no dia 27 de janeiro deste ano. Das vítimas, oito eram mulheres. A maioria não possuía antecedentes criminais.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.