Cheques de terceiros

Suspeita de golpes é detida na Aldeota

01:00 · 30.05.2018
Image-0-Artigo-2406952-1
De acordo com a Polícia Civil, Mabely Leite de Alencar, comete estelionatos há, pelo menos, 20 anos

Uma mulher foi presa, na tarde desta terça-feira (29), sob a suspeita de realizar compras em estabelecimentos comerciais, repassando cheques de outras pessoas. A suspeita foi surpreendida pela Polícia em uma loja de doces, localizada na Avenida Padre Antônio Tomaz, na Aldeota. A Polícia Civil ainda não divulgou qual seria a origem dos cheques.

Ao receberem denúncias de vítimas, que haviam sido enganadas por Mabely Leite de Alencar, 42, uma equipe do 2ºDP (Aldeota) identificou a suspeita, na confeitaria. Segundo os denunciantes, ela havia dado um golpe de, aproximadamente, R$ 3.500, nas cinco encomendas anteriores, todas feitas neste mês.

No momento da abordagem, os dois filhos da mulher estavam com ela, além de um homem que, conforme o delegado-adjunto do 2°DP, Cláudio Teófilo, tratava-se de um motorista, prestador de serviços de viagens particulares. No veículo alugado, foram encontradas 100 folhas de cheques em nome de terceiros, cópias de documentos, cartões de crédito e procurações.

De acordo com Cláudio Teófilo, Mabely Alencar comete estelionatos há 20 anos. Contra ela já haviam, pelo menos, três inquéritos abertos, nos anos de 1998, 2008, 2017. No mais recente, tinha sido presa por outro tipo de fraude. "Ela fazia pagamentos por transferências bancárias. Quando os comerciantes iam confirmaram com os gerentes dos bancos, constataram que a transferência não existia. Ao suporem que se tratava de uma fraude, começaram a registrar B.Os."", afirmou o delegado.

Mabely Alencar foi autuada novamente por estelionato. A Polícia Civil investiga o caso, para saber se existem outras vítimas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.