itapajé

Secretário diz que não sabia de esquema

01:00 · 06.06.2018

O secretário de Educação de Itapajé, Vilemar Braga Marinho, indiciado pela Polícia Civil, por meio das investigações da 'Operação Educação do Mal', da Delegacia Municipal de Itapajé, disse ao Diário do Nordeste que "não tinha conhecimento, tampouco qualquer participação neste episódio" da gestão. O gestor é suspeito de estar vinculado à alterações fraudulentas nas notas de alunos da Escola Municipal Padre Manoel Lima e Silva.

As modificações teriam feito com que Itapajé recebesse mais recursos, tendo como base o Índice da Educação Básica (Ideb), do Governo Federal. Considerando o nome 'Educação do Mal' pejorativo, Braga disse estar "tranquilo e de consciência limpa acerca das supostas ilações feitas pela investigação promovida pelo delegado de Itapajé".

"O suposto esquema, caso tenha de fato ocorrido, em momento algum passou pelo meu crivo", afirmou o secretário, ao ressaltar que julga "precipitado" o seu indiciamento, uma vez que considera não existir elementos probatórios contra ele.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.