Ladrões de banco

Quadrilha é presa com fardas da PM

01:00 · 10.04.2018
Image-0-Artigo-2385416-1
Com o grupo, foram apreendidos três carros, duas armas, falsos fardamentos da PM, um cilindro de oxigênio, barras de ferro e outras ferramentas ( FOTO: KID JÚNIOR )

Uma quadrilha especializada em invadir agências bancárias e arrombar caixas eletrônicos foi desarticulada pela Polícia Civil. Na ação, deflagrada na última quinta-feira (6) e divulgada na tarde de ontem, seis homens foram presos quando planejavam abrir caixas eletrônicos instalados dentro de um prédio particular pertencente a uma cooperativa de médicos, situada na Avenida Santos Dumont, na área nobre de Fortaleza.

Segundo o delegado Ricardo Romagnoli, os suspeitos Carlos Eduardo Silva de Almeida, 22, e Gleidson Alisson Oliveira Medeiros, 30, trajavam falsos fardamentos da Polícia Militar (PM) quando chegaram ao local do crime. Os suspeitos forjaram um superaquecimento no motor do veículo em que estavam e pediram aos seguranças do prédio para estacionarem o automóvel até que conseguissem resolver o suposto problema mecânico.

Os policiais civis foram informados que a dupla passou, em média, 30 minutos no prédio, tendo, inclusive, pedido para ir ao banheiro, com o objetivo de fazer um levantamento do local. "Quando eles saíram de lá, os policiais já tinham sido informados que o grupo se encontraria no Quintino Cunha", afirmou o delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Ricardo Romagnoli, sobre o local que servia como ponto de encontro da quadrilha de ladrões.

Ainda segundo o titular da Especializada, os criminosos estavam cientes de que havia, aproximadamente, cinco funcionários trabalhando durante a noite, e que eles seriam feitos refém.

Romagnoli disse que, na operação, houve troca de tiros entre os suspeitos e os militares, que, logo após, efetuaram a prisão dos falsos PMs, além de Jamerson Pereira da Silva, 26; Antônio Inácio Oliveira Santos, 30; Luís Fernando Andrade de Sousa, 30; e Antônio Rodrigo Pastora Lima, 23.

Com o grupo, foram apreendidos três carros, duas armas, dois falsos fardamentos da PM, um cilindro de oxigênio, barras de ferro, entre outras ferramentas. O delegado informou que continuará investigando o caso para saber se há outros integrantes na quadrilha. Dos seis homens, quatro tinham antecedentes criminais. (Colaborou Itallo Rocha)

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.