Preso por fraude contra o seguro-desemprego - Polícia - Diário do Nordeste

FLAGRANTE

Preso por fraude contra o seguro-desemprego

04.08.2007

João Luís
Polícia Civil descobriu que a quadrilha vinha agindo em três estados: Rio Grande do Norte, Pernambuco e Ceará

O potiguar João Bosco Martins Tomaz Júnior, 25 anos, foi preso na tarde de ontem, quando tentava sacar R$ 1.100,00 do seguro-desemprego de outra pessoa, na agência da Caixa Econômica Federal (CEF) da Avenida Pontes Vieira com Desembargador Moreira, no Dionísio Torres.

João Bosco foi surpreendido por policiais da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), depois que a gerência do banco confirmou a sua identidade falsa com o nome do verdadeiro beneficiado do seguro, o desempregado cearense Cícero Omar Lopes Fernandes. Ele responderá na Justiça cearense pelos crimes de tentativa de estelionato e uso de documento falso.

João já é conhecido da Polícia do Rio Grande do Norte, tendo sido indiciado por crime de roubo qualificado (assalto com o uso de arma), formação de quadrilha e tráfico de drogas, pela Polícia Federal (PF) daquele estado.

João Bosco disse em depoimento à Polícia que fez tudo a ‘convite’ de um homem chamado Maurício, mas de acordo com o delegado Andrade Júnior, titular da DDF, essa pessoa certamente não existe.

‘‘O golpe vem mudando de perfil, porque agora as quadrilhas vêm se utilizando de pessoas de outros estados para tentar despistar a atenção da polícia e dos bancos’’, afirmou o delegado, que espera chegar nos líderes do bando responsáveis por vários golpes tanto no Ceará, como possivelmente em Pernambuco e no Rio Grande do Norte.

A própria gerência da CEF admite que existem falhas no sistema, que permite a estranhos acessar informações como quem está para receber o seguro, em que estado e qual agência. “Estamos fazendo um trabalho em conjunto com o banco para identificar os autores dos golpes e tornar o sistema de pagamento menos vulnerável’’, explicou Andrade. O mesmo golpe já foi aplicado este ano numa agência da Caixa em Pacajus, Região Metropolitana de Fortaleza.

Mais prisões

A Polícia vai aprofundar as investigações e acredita que novas prisões possam ser efetuadas nas próximas horas, a partir da identificação do líder da quadrilha. O trabalho de investigação é feito, conjuntamente, entre a Polícia a própria Caixa.


Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999