quadrilha armada

Polícia Civil investiga assalto a dois caminhões-cegonha

Um assaltante disparou um tiro, de arma longa, contra o ombro de um refém, o que provocou um ferimento grave

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi acionada para a ocorrência e realizou as primeiras diligências pela região, em busca dos criminosos, mas eles seguem foragidos, até o fechamento desta matéria ( FOTOS: FABIANE DE PAULA )
01:00 · 10.07.2018 por Messias Borges - Repórter
O delegado da DRFVC, Adriano Félix, afirmou que essa é a primeira ação criminosa contra caminhões-cegonha, no Ceará, neste ano. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o motorista baleado não corre risco de morte
Um Jeep Compass de cor preta e um Jeep Renegade prata foram deixados para trás pelos criminosos. Até ontem, ninguém havia sido preso

Um assalto a dois caminhões-cegonha está sendo investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC), da Polícia Civil do Ceará (PCCE). Uma quadrilha abordou os motoristas dos dois veículos, atirou contra um deles e roubou dois carros que estavam sendo transportados, em uma ação criminosa ousada, no bairro Edson Queiroz, na manhã de ontem.

Segundo uma testemunha, que preferiu não se identificar, o roubo aconteceu por volta de 6h. Os dois caminhões-cegonha estavam parados na Avenida Chanceler Edson Queiroz, ao lado do Museu do Automóvel, quando seis homens, com balaclavas nos rostos e fortemente armados, saíram do matagal vizinho e anunciaram o roubo.

Os criminosos abordaram os motoristas, exigiram que saíssem das cabines e os deitaram no chão. Um assaltante disparou um tiro, de arma longa, contra o ombro esquerdo de um refém, o que provocou uma fratura e a perda de muito sangue.

A quadrilha subtraiu o total de oito chaves de veículos, que estavam na posse dos trabalhadores que descarregavam os automóveis para levarem a quatro concessionárias da Capital localizadas nas proximidades, na Avenida Rogaciano Leite, ou no bairro Aldeota. Os dois caminhões-cegonha vinham de Pernambuco, carregados de carros da Fiat e da Jeep.

Fuga

Com oito chaves de quatro veículos, os assaltantes fugiram com dois Fiat Toro de cor branca. Um Jeep Compass de cor preta e um Jeep Renegade prata foram deixados para trás pelos criminosos. A Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi acionada para a ocorrência e realizou as primeiras diligências pela região, em busca dos criminosos, mas eles seguem foragidos, até o fechamento desta matéria.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou em seguida, atendeu o motorista baleado no braço e o levou a uma unidade de saúde da Capital. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ele não corre risco de morte.

Agentes da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da SSPDS também estiveram no local, realizaram levantamentos para a investigação do crime e não quiseram gravar entrevista sobre o caso. Por volta de 9h30, não havia mais policiais na Avenida Chanceler Edson Queiroz.

Algumas pessoas que trabalhavam no transporte dos carros tiveram que permanecer no local, durante a manhã de ontem. Eles temiam que os assaltantes voltassem a qualquer momento, para subtrair os dois automóveis da Jeep, os quais já tinham as chaves. "Eu tenho que ficar aqui, mas eles podem voltar a qualquer momento para pegar os outros dois carros, ou até fazer algo com a gente", relatou um homem, apreensivo com a falta de segurança.

O delegado interino da DRFVC, Adriano Félix, afirmou que essa é a primeira ação criminosa contra caminhões-cegonha, no Ceará, neste ano. Segundo ele, os criminosos devem responder por roubo qualificado e formação de quadrilha. "Estamos com equipes em campo. Maiores informações não podem ser repassadas agora para não atrapalhar a investigação. Um inquérito será instaurado para investigar o caso", completou.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.