DESVIO DE CONDUTA

PMs ´sujam´ a farda e são presos por extorsão e roubo

19:08 · 31.08.2010
( )
Três militares foram presos na Capital por extorsão. Em Cascavel, um soldado foi detido após tentativa de assalto

Extorsão, roubo, facilitação de fuga de bandidos e porte ilegal de armas. Em duas ocorrências policiais registradas ontem, na Grande Fortaleza, quatro integrantes da tropa da PM cearense acabaram sendo presos em flagrante delito.

No período de apenas três semanas, já são nove PMs pegos cometendo crimes ou detidos por ordem da Justiça. A determinação do comandante-geral da corporação, coronel PM William Alves Rocha, é a punição rigorosa dos maus policiais e sua exclusão da tropa.

Flagrantes

No começo da noite de ontem, o sargento Francisco Gilberto da Costa e o soldado Elano Ribeiro Freitas, ambos destacados na 3ª Companhia do 5º BPM (Pirambu), além do cabo Francisco Marinho da Silva Queiroz, lotado na 2ªCia/5ºBPM (Messejana), foram presos, em flagrante, quando tentavam extorquir R$ 15 mil de um comerciante na Zona Oeste da Capital.

Os três foram cercados no cruzamento das avenidas Francisco Sá e Doutor Theberge, no bairro Carlito Pamplona, quando recebiam o dinheiro da vítima da extorsão, um comerciante do ramo de cercas elétricas (identidade preservada).

A prisão dos três PMs foi efetuada pessoalmente pelos majores Lourival Lima (comandante da 3ªCia/5ºBPM) e Ricardo Moura (supervisor do Policiamento da Capital), com a ajuda de uma patrulha do Batalhão de Polícia de Choque (BpChoque). Segundo as investigações, os três militares diziam que tinham imagens gravadas de venda de drogas na empresa da vítima. "Eles invadiram o comércio da vítima, reviraram tudo e não encontraram droga algumas, mas diziam que tinham imagens e queriam em troca a quantia de R$ 100 mil. A vítima não tinha esse dinheiro e eles foram baixando até chegar aos R$ 15 mil", contou o major Lima. A denúncia foi feita à Polícia Civil e esta comunicou o fato ao Comando-Geral de forma sigilosa. Os dois oficiais foram incumbidos da missão de prender os PMs.

No começo da noite, os acusados foram autuados em flagrante, por crime de concussão (extorsão praticada por agente público em razão de sua função), no plantão do 7º DP (Pirambu). O flagrante foi lavrado pelo delegado Silvio Rego. Em seguida, os acusados foram recolhidos ao Presídio Militar. Além da perda da farda (expulsão), eles podem pegar uma pena de dois a oito anos de prisão.

Soldado

Já o soldado Francisco Edílio Paulo dos Santos, destacado na 4ªCia/6ºBPM (Conjunto Ceará), foi preso, pela manhã, acusado de envolvimento em uma tentativa de assalto na cidade de Cascavel (56Km de Fortaleza). O PM foi detido por uma patrulha do Ronda do Quarteirão na rodovia CE-040, no Município de Pindoretama, quando dirigia o Fox prata de placas HXJ-7732. No carro, além do PM havia outros dois homens, identificados como Pedro Nazareno Norberto de Souza, 46; e Roberto Norberto de Souza, 39 (irmãos). A prisão dos três aconteceu depois que os irmãos tentaram assaltar um comerciante em Cascavel, e fugiram de moto. Em seguida, abandonaram a moto e embarcaram no Fox guiado pelo soldado. O trio tentava voltar para a Capital.

Em poder dos acusados os policiais do Ronda encontraram uma pistola calibre 380ACP e dois revólveres 38. Os três foram autuados em flagrante. Os dois irmãos já possuem uma extensa ficha criminal.

FERNANDO RIBEIRO/NATHÁLIA LOBO
EDITOR DE POLÍCIA/SUBEDITORA

NOVO ORIENTE
Militares baleados por uma quadrilha

Crateús.
Nas primeiras horas de ontem, a cidade de Novo Oriente (397Km de Fortaleza) foi surpreendida por momentos de violência e terror. Dois policiais militares atuavam na realização da segurança por ocasião de uma seresta na Praça da Matriz, quando foram baleados por quatro homens encapuzados, fortemente armados, que desceram de um automóvel Polo prata, disparando vários tiros.

Outro automóvel dava cobertura aos criminosos, uma Pajero preta, que ficou estacionada ao lado do Polo. Além de disparar contra os policiais, metralharam a viatura da Polícia. Um dos policiais, o soldado Édson ainda chegou a efetuar vários disparos. Após a série de disparos, que levou pânico às pessoas que estavam no local, o bando roubou duas pistolas calibre ponto 40 e dois fuzis, além de toda munição que havia e o aparelho de comunicação que estavam com os policiais. A população está insegura e temerosa, clamando por segurança.

Baleados

Os dois policiais, cabo Francisco Weliton, 44; e o soldado Edson Bonfim levaram tiros e foram transferidos, gravemente feridos, para o Hospital de Referência São Lucas, em Crateús. Devido ao sério estado de saúde, os dois foram transferidos ainda na madrugada para o IJF, em Fortaleza. O soldado Édson foi transferido para Fortaleza de avião, dada a urgência do caso. Ele foi atingido com tiros no braço e no tórax, sofrendo perfurações no pulmão e as informações de policiais é que seu estado é bastante grave. O cabo Weliton foi baleado no fêmur.

Tão logo cometeram o crime, os acusados fugiram e há cerca de 3km da sede do município atearam fogo no Polo. Na altura da localidade de Bebida Nova, entre Novo Oriente e Crateús, na CE-187, queimaram pneus, para dificultar a perseguição. A Polícia está em diligências mas ainda não tem pistas. O delegado da Polícia Civil de Crateús, Ricardo Savoldi, afirmou que, "os acusados queriam as armas, embora achemos estranho uma ação dessas para levar dois fuzis e duas pistolas".

SILVÂNIA CLAUDINO
COLABORADORA

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.