Operação Silêncio dos Inocentes

Três suspeitos de estupro de vulnerável são presos em Itapajé

A maioria das vítimas dos crimes sexuais cometidos pelo trio pertencem ao âmbito familiar mais próximo deles

14:54 · 11.04.2018 / atualizado às 15:43

Mais três suspeitos de cometer estupro de vulnerável foram presos, na última terça-feira (10), na continuação da Operação Silêncio dos Inocentes, deflagrada pela Delegacia Municipal de Itapajé, da Polícia Civil. Um homem já havia sido detido no início da Operação, na última sexta-feira (6).

Segundo o titular da Municipal, delegado André Firmino, as detenções do trio foram efetuadas em Itapajé, Baturité e no Rio de Janeiro. Os presos que estavam no Ceará já se encontram encarcerados na Delegacia, enquanto o terceiro será recambiado para o Estado.

A maioria das vítimas dos crimes sexuais cometidos pelos três homens pertencem ao âmbito familiar mais próximo deles, sendo principalmente filhas ou enteadas. A faixa etária atingida é de 4 a 13 anos. A reportagem opta por não divulgar o nome dos suspeitos, para não identificar as vítimas.

O tema é chocante por si só, para a sociedade. Mas um dos casos impressionou ainda mais o delegado. "Foi a prisão mais dificil da minha vida, porque a menor, enteada dele, conta os abusos com detalhes, com apenas quatro anos de idade", relata Firmino.

Um ex-secretário de Itapajé já havia sido detido, na Operação Silêncio dos Inocentes, na última sexta-feira, por suspeita de crimes sexuais contra duas irmãs, de 6 e 13 anos. Ao total, a investigação autuou dez suspeitos pela mesma prática criminosa. Segundo o titular da Delegacia Municipal, os suspeitos agiam separadamente.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.