Investigações

Suspeitos de chacina em Quixeramobim são identificados; causa seria briga de facções

Segundo o secretário da Segurança do Estado, André Costa, disputa de facções criminosas teria motivado o crime

O governador Camilo Santana e o titular da SSPDS, André Costa, participaram na manhã desta sexta-feira (29) da solenidade de instalação da 9ª Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) em Fortaleza
11:30 · 29.06.2018 / atualizado às 15:48

Alguns suspeitos de envolvimento na chacina ocorrida na noite desta quinta-feira (28) no município Quixeramobim, interior do Ceará, já foram identificados pela polícia, informou nesta manhã o secretário da Segurança do Estado, André Costa. Segundo ele, uma grande equipe está na região para capturar os responsáveis pelo crime, que teria sido motivado pela disputa de facções criminosas.

Segundo o secretário, das quatro pessoas que morreram na chacina, duas já tinham antecedentes criminais. São elas: Antônia Damila Alves Pereira, de 25 anos, que respondia por tráfico ilícito de drogas, e Francisco Neto Lopes de Sousa (22), com passagem por homicídio doloso. Outra vítima identificada, Débora Mayra do Nascimento de Souza (16), não possuía antecedentes criminais. A quarta pessoa que morreu, do sexo feminino, segue sem identificação.

 

O crime aconteceu no Assentamento Irmã Tereza, no bairro Conjunto Esperança, localizado em Quixeramobim. De acordo com a Polícia Militar (PM), as vítimas estavam em um barraco quando foram surpreendidas e executadas por um grupo de homens armados de pistola. Um homem de 52 anos também foi baleado, mas acabou socorrido por populares e encaminhado a uma unidade de saúde do município.

Investigações

Ainda de acordo com André Costa, uma grande equipe foi enviada a Quixeramobim para participar das investigações sobre o caso. "O delegado geral (da Polícia Civil, Everardo Lima) se deslocou na mesma hora até a região, além de equipes da DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) de Fortaleza e peritos. Utilizamos até uma aeronave para dar mais agilidade às investigações", destacou.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), além das equipes DHPP, o Departamento de Polícia do Interior Sul (DPI Sul) e a Delegacia Municipal de Quixeramobim também conduzem as diligências no intuito de capturar os autores do crime. A PM também mobilizou equipes do Comando Tático Rural (Cotar) do Batalhão de Choque (BPChoque) e do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) para reforçar o policiamento na cidade e colaborar nas buscas. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi deslocada para a região.

Também na manhã desta sexta-feira (29), durante a instalação da 9ª Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) em Fortaleza, o governador Camilo Santana se manifestou sobre o caso e disse que pediu rapidez nas investigações. "A minha determinação foi reforçar os trabalhos em Quixeramobim. A polícia vai dar respota a todo crime que acontece no Estado do Ceará. Vamos responder e preder os culpados", ressaltou.

arte

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.