Sete mortos

Suspeito preso e namorada estavam em festa no Lagamar antes da Chacina do Benfica

Pouco antes da matança, Douglas Matias da Silva deixou a namorada no aniversário e disse 'Eu vou ali e já volto'

Sete pessoas foram assassinadas a tiros, em três pontos diferentes do bairro, por volta de 23h da sexta-feira ( Foto: Kleber A. Gonçalves )
10:35 · 12.03.2018 / atualizado às 10:58

O único suspeito de participar da Chacina do Benfica que foi preso até o momento, Douglas Matias da Silva, e a sua namorada (identidade preservada) estavam comemorando o aniversário de um filho de um amigo do casal, na comunidade do Lagamar, em Fortaleza, antes das execuções, na noite da última sexta-feira (9).

A reportagem apurou que o casal chegou à festa por volta de 19h30. Às 22h, Douglas deixou a namorada no aniversário e disse "eu vou ali e já volto". Ele saiu com dois amigos, Francisco Elisson Chaves de Souza e Stefferson Mateus Rodrigos Ferdandes, conhecido como 'Véi', no veículo da companheira, um Fiat Punto de cor branca.

O trio é suspeito de participar da Chacina do Benfica. Sete pessoas foram assassinadas a tiros, em três pontos diferentes do bairro, por volta de 23h da sexta-feira. Douglas foi preso pela Polícia Civil, na madrugada do último domingo (11), em um prédio de luxo, no bairro Meireles, na Capital. Francisco Elisson e Stefferson Mateus estão foragidos. O trio foi identificado como membro da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE).

O suspeito preso demorou mais de uma hora para voltar à festa e pegar a namorada, segundo ela própria depôs à Polícia. Ele estava com outro veículo e não explicou a ela o que fez com o Fiat Punto. O casal voltou para a sua residência por volta de 1h do sábado (10) e Douglas estava muito nervoso, mas não falou nada sobre ter cometido as execuções, conforme a sua namorada.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.