Tentativa de latrocínio

Quatro suspeitos de balear PM na boca são capturados pela Polícia

O assalto que terminou com a soldado baleada aconteceu na última segunda-feira (1º). Poucas horas depois, a quadrilha foi capturada

09:19 · 03.01.2018 / atualizado às 14:43
PM Sara
Soldado Sara Valeska de Oliveira Barreto foi alvejada quando trafegava em um veículo, com outra policial militar ( Foto: Reprodução )

Quatro suspeitos de balear a soldado Sara Valeska de Oliveira Barreto, da Polícia Militar do Ceará (PMCE), em uma tentativa de assalto na última segunda-feira (1º), no bairro Damas, em Fortaleza, foram capturados pela Polícia, no dia seguinte.

Entre os suspeitos há um adolescente de 17 anos de idade, que foi apreendido. Os presos foram identificados como Jéferson Campos do Nascimento, Francisco Gabriel Ferreira Coelho  e Francisco Leonardo Araújo de Sousa, todos de 21 anos.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) já havia divulgado que uma dupla tinha sido detida, na tarde da última terça-feira (2), no bairro Parangaba, após um sensor do Alerta Brasil (sistema inteligente de leitura de placas da Polícia Rodoviária Federal - PRF) identificar a passagem de um veículo roubado.

A Polícia Militar foi acionada, iniciou a perseguição e capturou os dois suspeitos, em um veículo Fiat Palio que havia sido roubado no último dia 31 de dezembro e tinha sido utilizado pelos criminosos na tentativa de assalto. Com eles, foram apreendidos um revólver calibre 38 e um simulacro de revólver.

Na sequência da investigação, a Polícia capturou os outros dois criminosos e apreendeu um veículo Hyundai Tucson roubado, em um condomínio no bairro Rodolfo Teófilo.

Os três adultos foram autuados pelos crimes de associação criminosa e corrupção de menores. Jéferson do Nascimento também responderá por tentativa de latrocínio (por ter participado diretamente da tentativa de assaltos às militares). Francisco Leonardo, por posse ilegal de arma de fogo (pois a arma foi apreendida com ele). Já o adolescente responserá por atos infracionais análogos à associação criminosa e tentativa de latrocínio.

PM foi baleada no momento em que saía para o trabalho

A soldado Sara Valeska e outra PM deixavam um condomínio e seguiam para o serviço, quando o veículo em que elas se encontravam foi interceptado por dois automóveis, onde estavam os criminosos. Sara deu ré no veículo e os assaltantes começaram a atirar. Um disparo atingiu a boca da militar. Em seguida, os suspeitos fugiram do local.

A vítima foi socorrida e levada ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza, onde foi submetida a procedimento cirúrgico para a retirada do projétil. Ela não corre risco de morte.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.