Motivação não informada

Preso pela Chacina do Benfica confessa com detalhes ter participado das mortes

Douglas Matias da Silva afirmou ter participado do assassinato de quatro das sete vítimas. Ele diz ser da facção criminosa GDE

14:32 · 22.03.2018 / atualizado às 14:43
chacina do benfica
A série de ataques aconteceu no bairro Benfica, na noite do último dia 9 ( Foto: Kleber A. Gonçalves )

O suspeito Douglas Matias da Silva, único preso pela Chacina do Benfica, confessou em depoimento à Polícia Civil, ter participado de quatro das sete mortes ocorridas no último dia 9. Segundo o preso, ele participou dos assassinatos de Carlos Victor Meneses Barros, Adenilton Silva Ferreira, Pedro Braga Barroso Neto e Emilson Bandeira de Melo Júnior.

Conforme Douglas Matias, ele não foi responsável pelas outras três mortes, estas, na Praça da Gentilândia. Os autos também ressaltam que o preso disse ter agido em companhia de dois comparsas. Para a Polícia Civil, a negação do suspeito demanda maior aprofundamento das investigações.

Quando interrogado, Silva disse ser integrante da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) e confessou ter comprado armas por meio de um grupo de Whatsapp. A motivação para o crime não foi informada.

Todas as informações dadas por Matias foram recolhidas durante audiência de custódia realizada nessa terça-feira (20). Na ocasião, o suspeito teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.