Fraude no DPVAT

Policiais civis e guardas municipais são presos em operação do MPCE

Segundo o Ministério, o grupo praticava crimes de estelionato, falsidade ideológica e de documento público, uso de documento falso, corrupção ativa e corrupção passiva.

14:14 · 10.04.2018

Seis suspeitos foram presos no município de Boa Viagem, na manhã desta terça-feira (10), sob a suspeita de fraudar o seguro DPVAT. Dentre os capturados durante a Operação Lampana, há dois policiais civis e dois guardas municipais. Outros dois envolvidos seguem foragidos.

A operação foi deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) juntamente com a Promotoria de Justiça da Comarca de Boa Viagem, e com o apoio da Polícia Civil do Estado do Ceará, para desarticular um grupo criminoso especializado na prática de crimes como estelionato, falsidade ideológica e de documento público, uso de documento falso, corrupção ativa e corrupção passiva.

Segundo o MPCE foram presos temporariamente:  Maria Clenes Rodrigues (realizava intermediação entre vítimas ou familiares e a Seguradora Líder); José Waldeci Freitas Vieira (guarda municipal); Elionésio Ferreira Maciel (realizava intermediação entre vítima ou familiares e a Seguradora Líder); Adriano Aerre Martins (guarda municipal); Zilma Ferreira de Castro (policial civil); e Antônio Erivando Ribeiro Guedes (policial civil).

A investigação teve início em maio de 2017 após relatos acerca das ações ilícitas denunciadas por cidadãos de Boa Viagem ao Ministério Público. Os suspeitos que seguem foragidos foram identificados como José Carlos Martins Filho (médico) e Valdenor Rodrigues da Silva (realizava intermediação entre vítima ou familiares e a Seguradora Líder).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.