Operação Vereda

PF deflagra operação para desarticular rede criminosa formada por policiais civis do Ceará

Agentes da DCTD de Fortaleza, Caucaia e Eusébio são suspeitos de envolvimento em comercialização ilegal de anabolizantes, desvios de apreensões de drogas, dentre outros crimes

08:26 · 06.12.2017 / atualizado às 13:30
PF
Ao todo, foram mobilizados 150 policiais federais para cumprir mandados em Fortaleza, Caucaia e Eusébio ( Foto: Divulgação )

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (6) a Operação Vereda, que tem como objetivo desarticular uma rede criminosa formada por policiais civis lotados na Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), da Delegacia de Narcóticos (Denarc). Ao todo, foram mobilizados 150 agentes para cumprir mandados em Fortaleza, Caucaia e Eusébio.

De acordo com a PF, estão sendo cumpridos 27 mandados de busca e apreensão, 25 de condução coercitiva, 10 de afastamento das funções, com recolhimento de armas, identidade funcional e distintivos, e seis remoções compulsórias para outras unidades da Polícia Civil. Os mandados judiciais foram expedidos pela 12ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Ceará. Dentre os investigados, há três delegados.

Os crimes investigados são de comercialização ilegal de anabolizantes, peculato, concussão, corrupção passiva, associação criminosa e tráfico de drogas.

Investigações

As investigações sobre a atuação da rede criminosa tiveram início a partir de apuração sobre a comercialização ilegal de anabolizantes provenientes da Europa, que apontava para a participação dos policiais civis em extorsões praticadas contra o principal investigado. Durante a apuração, foram encontrados fortes indícios de que os agentes também estariam cometendo outros crimes, a exemplo de desvios de apreensões de drogas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.