Itaitinga

Pais de crianças mortas em incêndio prestam depoimento à Polícia

Além do casal, o tio das vítimas também relatou o ocorrido; um laudo pericial constatará se houve abandono ou se foi uma fatalidade

19:24 · 05.06.2018 / atualizado às 19:57
Incêndio
Em depoimento, o tio relatou que estava dormindo na sala e não percebeu o que estava acontecendo ( Foto: Saulo Roberto )

Os pais e o tio das três crianças que morreram queimadas dentro de casa, em um incêndio ocorrido na madrugada da última segunda-feira (4), na Rua Sete, no bairro Barrocão, em Itaitinga, prestaram depoimento à Polícia Civil acerca do ocorrido, na tarde do mesmo dia. "Só após o resultado do laudo pericial será possível constatar se foi abandono de incapaz ou uma fatalidade", disse o delegado titular da Delegacia Metropolitana do Município, Paulo Castelão.

De acordo com o delegado, os pais e o tio de Maria Eloá Gonçalves, 2; Anthony Ruan Gonçalves, 5; e Maria Estela Gonçalves, 6, relataram que entre 21 e 22 horas da noite do último domingo (3) todos estavam em uma residência próxima de onde moram. Por volta das 2 horas de segunda-feira (4), segundo eles, as três crianças, que estavam dormindo, foram levadas para casa no colo.

Os pais das crianças afirmaram que, ao chegar no imóvel, ligaram o ventilador e fecharam as portas da casa, voltando à residência em que estavam anteriormente, no intuito de recolher os objetos que haviam sido deixados pelas crianças. Cerca de 10 minutos depois, uma mulher informou ao casal que o imóvel estava pegando fogo.

Em depoimento, o tio relatou que estava dormindo na sala e não percebeu o que estava acontecendo. Conforme Paulo Castelão, os vizinhos, de forma voluntária, depuseram sobre o caso. O delegado titular disse ainda que foi realizada uma coleta sanguínea dos três adultos para saber se eles haviam ingerido bebida alcoólica.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.