Incêndios

Ônibus são recolhidos após ataques na Capital

Coletivos pararam de circular nos terminais da Parangaba e do Papicu, e na Praça Coração de Jesus, onde dois veículos foram incendiados nesta noite.

21:51 · 24.03.2018 / atualizado às 22:28
terminal
Imagens enviadas por internautas mostram terminal da Parangaba esvaziado. Passageiros estão deixando o local.

Após os ataques a ônibus registrados neste sábado (24), parte da frota foi recolhida em alguns pontos na Capital. Segundo relatos de usuários, coletivos pararam de operar nos terminais da Parangaba e do Papicu e na Praça Coração de Jesus, no Centro, onde dois veículos foram incendiados nesta noite. A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) informou que, até a madrugada deste domingo (25), os ônibus devem circular em comboios acompanhados por viaturas da Polícia Militar e a Guarda Municipal

Imagens enviadas por internautas mostram o terminal da Parangaba sem ônibus. Devido ao recolhimento dos veículos, passageiros estão deixando o local e procurando alternativas para locomoção. No terminal do Papicu, ônibus começaram a deixar passageiros e se dirigiram à garagem. 

"Quando foi umas 19h15 já não tinha mais ônibus. Nem as topiques estão funcionando", afirmou a diarista Vilanir Magalhães. Segundo a usuária, os passageiros deixaram de esperar pelos ônibus e passaram a buscar outras formas de transporte.

Já na Praça Coração de Jesus, usuários tiveram de desembarcar dos veículos após serem avisados por motoristas que a frota estava sendo recolhida. 

Em nota, a Etufor informou que os coletivos irão operar em esquema especial na noite deste sábado (24) e na madrugada de domingo (25). "Diante dos fatos ocorridos, com ataques e atos de vandalismo, os veículos irão circular em comboios com acompanhamento de viaturas da Policia Militar e Guarda Municipal", afirmou o órgão. 

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) ainda não se pronunciou sobre a paralisação. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.