Em Itaitinga

Oito presos fogem da CPPL II durante apagão

A Unidade concentra presos ligados à facção criminosa Guardiões do Estado (GDE)

11:00 · 22.03.2018 / atualizado às 13:45
Itaitinga
A CPPL II, localizada no Complexo Penitenciário de Itaitinga II, concentra presos ligados à facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) ( Foto: Cid Barbosa )

Oito presos aproveitaram o apagão que afetou o Ceará e mais 12 estados, na noite da última quarta-feira (21), para fugir da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II), em Itaitinga. A Unidade concentra presos ligados à facção criminosa Guardiões do Estado (GDE).

A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) afirmou que a fuga aconteceu por volta de 20h. "Os internos quebraram o pergolado (conhecido como cobogós) e tiveram acesso à área externa da Unidade, onde cortaram a grade de proteção", explicou.

Os fugitivos foram identificados como Renato Paulo da Costa (que respondia por homicídio e roubo), Maurício Costa da Silva (roubo), Marcos Paulo da Silva Oliveira (receptação), João Paulo Calado de Sousa (tráfico de drogas), Jhon Emerson Xavier da Silva (roubo), Francisco Ronys Pessoa de Araújo (receptação), Francisco Marden Nogueira Lima (homicídio e tráfico de drogas) e Antônio Gomes da Silva Neto (roubo e tráfico de drogas).

> Membros da GDE controlam hora de entrar e sair nas celas da CPPL II

> PM e agente penitenciário são mortos; presos fogem da CPPL II

De acordo com o presidente do Sindasp-CE, Valdemiro Barbosa, os detentos se aproveitaram do apagão e não foram vistos pelos agentes penitenciários. A energia voltou a funcionar por volta de 22h15, na unidade penitenciária. Foi o momento em que os servidores da Sejus avistaram os cobogós da Rua B quebrados e o alambrado das cercas cortado.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.