Mandado de prisão

Líder da GDE é preso por expulsar famílias de suas residências no Jangurussu

O criminoso tinha dois mandados de prisão em aberto e tentou corromper os policiais com R$ 50 mil

14:47 · 21.03.2018 / atualizado às 15:10
jangurussu
Desde o ano passado, o 30º DP, da Polícia Civil, começou a receber um maior número de denúncias por expulsões de residências na região conhecida como Grande Jangurussu ( Foto: Cid Barbosa )

Mais um homem apontado como um dos líderes da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) foi preso por expulsar famílias de suas residências, em Fortaleza. Ele tinha dois mandados de prisão em aberto e tentou corromper os policiais com dinheiro, ao ser abordado na última terça-feira (20).

Eugênio Marques Bezerra, conhecido como 'Avatar', de 38 anos de idade, já era investigado desde o ano passado, quando o 30º DP (Conjunto São Cristóvão), da Polícia Civil, começou a receber um maior número de denúncias por expulsões de residências, que estavam sendo realizadas pela GDE, na região conhecida como Grande Jangurussu.

O titular do 30º DP, Maurício Júnior, solicitou a prisão preventiva de Eugênio Marques pelos crimes de associação criminosa e tráfico de drogas. Com o mandado expedido pela Justiça, policiais civis realizaram diligências pela região e encontraram o criminoso em uma oficina automotiva, em frente ao condomínio popular onde ele ordenou expulsões de moradores.

"Vale ressaltar que o motivo da prisão dele ontem não só se deveu ao cumprimento de dois mandados de prisão que havia contra ele. Ele tentou corromper os policiais responsáveis pela sua captura, ofereceu R$ 50 mil para que o liberassem. Além disso, ele portava um RG (Registro Geral) falso, com dados inexistentes na Secretaria de Segurança Pública e que ele admitiu que comprou", relatou o delegado adjunto da Distrital, Amando Albuquerque.

Além do mandado de prisão por organização criminosa e tráfico de drogas, Eugênio irá responder pelos crimes de uso de documento falso, falsa identidade e corrupção ativa. Ele já tinha passagens pela Polícia por roubo e latrocínio, além de ser suspeito de ordenar vários homicídios, segundo o delegado Maurício Júnior.

Irmão de 'Avatar' já havia sido preso

A detenção de Eugênio ocorreu menos de um mês após a captura do seu irmão, no dia 27 de fevereiro deste ano. Emanoel Marques Palhano, 27, também é apontado pela Polícia Civil como um dos líderes da GDE no Jangurussu e um dos mandantes das expulsões das famílias.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.