Crime chocante

Julgamento de acusado de atropelar e matar mulher na BR-116 é adiado

Vítima teve corpo partido ao meio devido a velocidade do veículo

Veículo utilizado pelo acusado foi apreendido pela Polícia Civil ( Foto: Leandro Silva/ TV Verdes Mares )
17:26 · 08.08.2018 / atualizado às 17:46
Francisca Sulamita dos Reis Marques foi morta aos 52 anos ( Foto: VCrepórter )

O julgamento do réu Marluan Teixeira Freire, 24 - acusado de atropelar e matar Francisca Sulamita dos Reis Marques, aos 52 anos, na BR-116, em março de 2017 - que aconteceria nesta quarta-feira (8), foi adiado para 3 de setembro próximo. O crime chocou a população cearense, em face de corpo da vítima ter se partido ao meio, e a metade superior ter desaparecido.

Conforme a assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), a defesa de Marluan Teixeira alegou que ele está com problemas de saúde e não poderia comparecer. O juiz da 4ª Vara do Júri remarcou o julgamento para o próximo mês.

Saiba mais:

> Mulher é atropelada na BR-116 e tem o corpo partido ao meio

> Motorista que atropelou mulher na BR-116 é identificado; carro foi apreendido

> Homem que atropelou e matou mulher na BR-116 é preso no Eusébio

O réu responde por homicídio com dolo eventual (quando a pessoa assume o risco de cometer o crime), ocultação de cadáver e fraude processual. O motorista dirigia em alta velocidade, o que provocou a ruptura do corpo de Francisca Sulamita, no momento da colisão, na noite do dia 10 de março do ano passado.

A parte inferior do cadáver foi encontrada próxima à BR-116, enquanto a metade superior foi encontrada apenas dias depois, próxima a um matagal. Marluan foi detido apenas no dia 23 de março de 2017, por força de um mandado de prisão temporária.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.