Comparado com 2017

Homicídios aumentam 110% em Fortaleza durante o Carnaval

Ao todo, 21 assassinatos foram registrados entre as 18h da sexta-feira (9) e as 6h desta quarta-feira (14)

12:12 · 15.02.2018
andrecosta
Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (15), o secretário de segurança pública do Estado, André Costa, destacou o aumento de armas apreendidas e de prisões na Capital durante o Carnaval ( Foto: Emanoela Melo )

Fortaleza teve 21 homicídios registrados no período de Carnaval, entre as 18h da sexta-feira (9) e as 6h desta quarta-feira (14). O número é 110% maior que o registrado no mesmo período de 2017, quando 10 pessoas foram assassinadas entre os dias 24 de fevereiro e 1º de março (sexta a quarta-feira de Cinzas do ano passado). As informações foram divulgadas na manhã desta quinta-feira (15) pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Em todo o Estado, foram 59 mortes violentas, 28% a mais em 2017, quando houve 46 registros. A única área do Ceará onde houve redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) foi o Interior Sul, segundo classificação da SSPDS. Lá, foram 11 mortes em 2018 contra 13 no ano passado. No Interior Norte, foram 13 homicídios, mesmo número de 2017. Já a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) teve aumento de 10 para 14 mortes no período.

Armas apreendidas e prisões

Já o número de armas apreendidas e de prisões aumentaram na Capital durante o Carnaval. Em todo o Ceará, entretanto, os registros foram menores neste ano. Em 2017, foram confiscadas 19 armas em Fortaleza. Já neste ano, foram 32. No Estado, o total caiu de 90 para 81.

Também entre a sexta-feira e a Quarta-feira de Cinzas foram registrados 169 autos de prisão e apreensões em flagrante, contra 151 nos mesmos dias do ano passado. No Ceará, foram 453 contra 487 no período.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.