neste sábado

Governo do Estado e Prefeitura participam de reunião sobre a Chacina do Benfica

O governador Camilo Santana convocou a reunião para decidir ações conjuntas em relação ao caso

O prefeito Roberto Claudio reuniu membros da sua equipe e já mobilizou profissionais e todos os recursos e equipamentos do Município para garantir as ações ( Foto: VC Repórter )
17:06 · 10.03.2018 / atualizado às 18:49

O governador do Estado, Camilo Santana (PT) e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), participaram de uma reunião, neste sábado (10), para debater as ações que serão tomadas após a chacina que aconteceu no Benfica, na madrugada de sexta-feira (9) para sábado.

Desde cedo o governador Camilo Santana está na sede do Governo reunido com membros da equipe. O petista convocou toda a cúpula da Segurança Pública e determinou o imediato reforço nas ações ostensivas e preventivas em Fortaleza e Região Metropolitana, além de reforço nas equipes investigativas para que todos os envolvidos no caso do Benfica sejam identificados e presos o mais rápido possível.

Camilo Santana ainda conversou com membros do Judiciário e Minstério Público para tratar de ações conjuntas. O Mnistério Público enviou nota pedindo o fim das torcidas organizadas.

Torcidas organizadas

Nessa segunda-feira (12), o governador deve convocar uma reunião com a presença dos poderes, além dos diretores de Ceará e Fortaleza, para tratar sobre as questões relacionadas às torcidas organizadas.

LEIA AINDA

> Revolta e emoção dos parentes durante liberação dos corpos na Perícia Forense
> Secretário diz que parte das vítimas foi escolhida de forma aleatória; um suspeito é identificado
> Comando Vermelho supostamente reivindica a autoria de chacina em vídeos publicados nas redes
> No Facebook, governador fala em resposta rápida para nova chacina; prefeito cancela viagem
> SSPDS confirma as 7 mortes ocorridas na chacina do Benfica

A Prefeitura de Fortaleza esclarece que, após reunião com o Governo, o prefeito Roberto Claudio reuniu membros da sua equipe e já mobilizou profissionais e todos os recursos e equipamentos do Município para garantir ações em quatro eixos (algumas já em andamento)

1) Reforçar a assistencia aos feridos, por meio da Secretaria da Saúde e do Instituto José Frota (IJF); 

2) Assistência psicossocial às famílias das vítimas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos

3) Mobilização de efetivo adicional da guarda municipal e AMC para ações em parceria com os órgãos de segurança do estado; e

4) Alinhamento dos esforços municipais às ações do Governo do Estado por meio de ações de fiscalização urbana.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.