Nesta sexta-feira

Dois suspeitos de participar da Chacina do Benfica vão a audiência de custódia

A participação da dupla na sequência de ataques foi apontada por Douglas Matias da Silva

20:59 · 07.06.2018 / atualizado às 22:18

Passado mais de um mês das prisões de Francisco Elisson Chaves de Souza e Stefferson Mateus Rodrigues Fernandes, a dupla, suspeita de participar da Chacina do Benfica, deve ir a audiência de custódia. Conforme o Poder Judiciário do Estado do Ceará, na manhã desta sexta-feira (8), Francisco Elisson e Stefferson Mateus sairão da sede da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) sob escolta.

Os suspeitos de envolvimento na sequência de ataques ocorrida há dois meses, que resultou na em sete mortes, foram presos no dia 30 de abril deste ano, no Município de Paracuru. Conforme a Polícia Civil, ambos os homens foram flagrados cometendo o crime de tráfico de drogas e em posse de uma arma de fogo.

A participação de Chaves e Rodrigues na matança foi revelada por um outro suspeito de envolvimento na chacina. Em depoimento, Douglas Matias da Silva confessou ser integrante da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) e contou aos policiais que parte dos homicídios teve envolvimento direto do trio.

Segundo a Justiça, as audiências de custódia da dupla se referem aos crimes de tráfico de drogas e condutas afins. A Carta Precatória é proveniente da Comarcada de Paracuru. O Poder Judiciário ainda ressaltou por meio do documento oficial que já aconteceram tentativas anteriores de audiências.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.