Segundo a SSPDS

Cinco suspeitos de matar travesti Dandara dos Santos são capturados

Secretário de segurança anunciou a prisão de 4 pessoas nesta terça-feira (7); um adolescente já havia sido apreendido

09:06 · 07.03.2017 / atualizado às 10:49 · 09.03.2017
Dandara
O homicídio de Dandara ganhou repercussão após um vídeo de 1 minuto e 20 segundos, com requintes de crueldade, ter ganhado as redes sociais ( Foto: Reprodução )

Cinco suspeitos de envolvimento no assassinato da travesti Dandara dos Santos, de 42 anos, já foram capturados pelas forças de segurança, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS)

Somente nesta terça-feira (7), operação da Polícia prendeu 4 pessoas no bairro Bom Jardim, conforme publicação do secretário de Segurança, André Costa, na rede social Facebook. Um adolescente já havia sido apreendido no domingo (5), de acordo com o juiz da 5ª Vara da Infância e Juventude, Manuel Clístenes de Façanha e Gonçalves.

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) havia informado que 4 adolescentes foram apreendidos devido o crime e já se encontravam internados provisoriamente, por 45 dias, em Centros Educacionais de Fortaleza. Entretanto, a informação foi desmentida pela SSPDS.

O juiz Manuel Clístenes explicou que aconteceu um "mal entendido quanto às apreensões". Segundo o magistrado, foram expedidos quatro mandados de busca e apreensão contra os jovens suspeitos, mas a informação da decisão vazou e permitiu que três adolescentes fugissem antes do cumprimento da ordem, e apenas um foi apreendido, no último domingo (5). O jovem apreendido está na Unidade de Recepção para ser ouvido na tarde desta terça-feira (7) e ser distribuído para um Centro Educacional na Capital.

LEIA AINDA:

Com 15 mortes no ano passado, Ceará ocupa o 6º lugar no ranking de assassinatos a LGBT
. 'Não iremos tolerar esse tipo de violência', diz Camilo sobre assassinato de travesti
Caso Dandara: Roberto Cláudio anuncia apoio às investigações e punição dos criminosos

Secretário anuncia pelo Facebook: '4 meliantes presos'

Equipes da Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, realizaram operação no Bom Jardim, nesta terça (7), e efetuaram a prisão de 4 pessoas, segundo publicação do secretário André Costa na rede social Facebook. Entre os presos estariam 3 pessoas que agrediram fisicamente Dandara e um responsável por registrar o crime em vídeo, que repercutiu nas redes sociais, em todo o País.

Comemorando a prisão dos envolvidos, o chefe da SSPDS afirmou que “todo atentado contra a vida é um crime hediondo, mas pior ainda quando é motivado pelo ódio e preconceito, por conta de orientação sexual, raça, cor, idade ou sexo”.

Além disso, André foi enfático ao comentar que “precisamos de mais educação e orientação às pessoas, que aprendam a respeitar o próximo. A intolerância só gera consequências ruins”.

 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.