LATROCÍNIO

"Caso já está elucidado", aponta investigações sobre morte da universitária Cecília Moura

Autor do disparo fatal, "Magrão" foi preso na casa da sogra no bairro Itaoca. Motorista da ação segue foragido.

16:48 · 16.04.2018 / atualizado às 17:49
Cecília
Cecília foi baleada na manhã de quinta-feira (12) quando dirigia seu veículo pela Rua Vereador Pedro Paulo ( Foto: Reprodução )
Image-0-Artigo-2388102-1
Os presos disseram que Cecília foi abordada por ser mulher e estar com o vidro do veículo baixo. Ela perdeu o controle do carro após ser atingida ( Foto: VCRepórter )

Seis pessoas estão presas por estarem direta ou indiretamente ligadas à morte da universitária Cecília Rachel Gonçalves Moura, 23, vítima de latrocínio na última quinta (12), segundo a Polícia Civil, após ações conduzidas por equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e do 13º Distrito Policial. "O caso já está elucidado, com a descoberta das circunstâncias e participação dos suspeitos definidas", conforme aponta nota da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em coletiva de imprensa nesta segunda (16).

As prisões, ao todo, ocorreram entre quinta e a madrugada de sábado (14). Segue foragido Rodrigo Barbosa de Moura, 29, que já tem passagem por roubo pela polícia, totalizando sete envolvidos no latrocínio. Rodrigo Barbosa conduzia o veículo, que fazia cobertura ao grupo criminoso.

Além de responderem por latrocínio, todos os suspeitos foram indiciados na Lei das Organizações Criminosas. 

"Magrão", autor do disparo fatal, é preso na casa da sogra

O autor do disparo fatal foi preso na casa da sogra no sábado no bairro Itaoca. Geanderson da Silva Barbosa, 21, conhecido por "Magrão", confessou o crime. A arma foi alugada por Jeferson de Sousa Rodrigues, 24, após a promessa de que ficaria com a "metade do arrecadado nas ações criminosas". 

Os primeiros presos ainda no dia do crime

  • Antônio Honorato Pinheiro Macedo Filho, 18 
    Antecedentes por crime de trânsito
  • Leonardo Lima do Nascimento, 21
    Passagem anterior pela Polícia por tráfico de drogas

Os últimos 4 identificados; um segue foragido

Com as investigações, Geanderson da Silva Barbosa, 21, conhecido por "Magrão", já com passagens por receptação e apontado como autor do disparo, e Rodrigo Barbosa de Moura, 29, que tem passagem por roubo pela polícia e é ainda o único que resta ser preso, estavam dentro de um Prisma, que abordou a universitária, entre as ruas Onofre Sampaio Cavalcante e Vereador Pedro Paulo, no Parque Manibura. 

Segundo a Polícia Civil, "Magrão" desceu do veículo, anunciou o assalto e atirou na cabeça da jovem. Cecília Moura chegou a ser socorrida, mas não resistiu. Os outros três identificados e presos são:

  • Jessica Ferreira Oliveira, 26, vizinha de "Magrão", informava sobre ações policiais na rua;
  • Jeferson de Sousa Rodrigues, 24, emprestou a arma do crime; 
  • Antônia Alexandra do Nascimento, 37, sem antecedentes, e companheira de "Magrão".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.