Eusébio

Carro utilizado no assassinato do vereador de Itaitinga é encontrado em terreno baldio

Em nota, a SSPDS afirmou que as investigações para encontrar os responsáveis pelo crime continuam

Após o crime, que ocorreu no início da tarde da sexta-feira (31), as atividades na Câmara foram suspensas ( Foto: José Leomar )
12:19 · 01.09.2018 / atualizado às 12:30

O veículo utilizado no assassinato do presidente da Câmara Municipal de Itaitinga, João Roberto de Oliveira, foi encontrado em um terreno baldio na tarde de sexta-feira (31), segundo informou em nota a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Ceará (SSPDS).

> Vereador é executado na frente da Câmara de Itaitinga

O carro estava na localidade de Lagoinha, no Eusébio, próximo à rodovia BR-116, foi apreendido e encaminhado para a Delegacia Metropolitana de Horizonte. De acordo com a SSPDS, as investigações da Polícia Civil  e Militar para prender os responsáveis e para descobrir a motivação do homicídio continuam. 

João Roberto de Oliveira Martins foi assassinado com vários disparos quando chegava à  Câmara Municipal de Itaitinga, localizada no bairro Centro do município. Até o momento, ninguém foi preso pelo caso.

Antecedentes criminais

João Roberto era natural de Mauriti, no Sul do Estado (a cerca de 500km de distância de Fortaleza). Filiado ao Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), estava no quarto mandato como vereador de Itaitinga. No último pleito, em 2016, ele foi eleito com 1.025 votos. A vítima completaria 53 anos no próximo dia 30 de setembro. Apesar da vida pública, o parlamentar tinha diversas passagens pela Polícia.

João Roberto respondeu a inquéritos por ameaça, porte ilegal e disparo de arma de fogo, calúnia e violência doméstica e familiar contra a mulher - enquadrado na Lei Maria da Penha - conforme apurou a reportagem. Em junho de 2014, ele foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Eusébio, por porte ilegal de arma. À época, ele afirmou que utilizava o revólver para defesa pessoal.

Vídeo mostra momento do crime


 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.