Carioca que acompanhava italiana é presa suspeita de sua morte - Polícia - Diário do Nordeste

jericoacoara

Carioca que acompanhava italiana é presa suspeita de sua morte

A amiga de Gaia teria dado informações desencontradas durante seus depoimentos à Polícia

11:35 · 29.12.2014
carioca
Miriam França foi presa após se contradizer em seus depoimentos, prestados na Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur) ( Foto: José Leomar )
gaia
Italiana Gaia Molinari morreu no último dia 25, na Região do Serrote, na Praia de Jericoacoara ( Reprodução/ Facebook )

A carioca Mirian França de Melo está presa suspeita da morte da italiana Gaia Barbara Molinari, 29, ocorrida no último dia 25, na Região do Serrote, na Praia de Jericoacoara, em Jijoca (287Km de Fortaleza). As duas se conheceram em um hostel localizado no Centro de Fortaleza, e viajaram juntas para a vila, onde a estrangeira acabou sendo morta. 

De acordo com informações de uma nota divulgada pela Polícia Civil do Ceará,  Miriam França foi presa após se contradizer em seus depoimentos, prestados na Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur). A princípio, a suspeita foi ouvida como testemunha, mas diante das informações desencontradas, sua prisão preventiva foi requerida junto à Justiça, que acatou o pedido.  

>Gaia será cremada em Fortaleza
>Suspeito da morte de Gaia é liberado
>Turista morta trabalhava em Hostel em troca de hospedagem
>Turista italiana foi morta por asfixia mediante estrangulamento, aponta laudo

Ela foi encaminhada à Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), onde deve permanecer por 30 dias, inicialmente, à disposição das autoridades que investigam o caso. A delegada-adjunta da Deprotur, patrícia Bezerra, dará detalhes da apuração dos fatos e da prisão da carioca, na tarde desta segunda-feira (29), durante uma entrevista coletiva que será realizada na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).    O caso 

Gaia e Miriam chegaram juntas à Jijoca, no último dia 21 e se hospedaram na mesma pousada. Elas deveriam ter deixado a vila no dia 24, mas somente a carioca apareceu na hora do embarque. 

O corpo de Gaia Molinari foi achado por turistas, na manhã seguinte. Um laudo expedido pelo núcleo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) de Sobral constatou que a italiana foi morta por asfixia mediante estrangulamento.

Os restos mortais da vítima do assassinato devem ser transportados nesta segunda-feira (29) de Sobral para Fortaleza. O corpo deverá ser cremado aqui no Ceará, assim que for liberado pelas autoridades, e depois seguirá para a Itália. 

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.