Pajuçara

Caminhão de empresa prestadora de serviços é incendiado em Maracanaú

A informação foi confirmada pela própria distribuidora de energia. Outros dois veículos da Enel já haviam sido atacados na última quarta (19)

Carro da empresa ficou totalmente destruído após o ataque. ( FOTO: Fabrício Paiva )
11:32 · 21.04.2017 / atualizado às 13:42
Enel informou que os colaboradores que estavam no caminhão não sofreram nenhum tipo de ferimento. ( VC Repórter )

Um caminhão da empresa Endicon, que presta serviços à concessionária de energia Enel, foi queimado na manhã desta sexta-feira (21) no bairro Pajuçara, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. A informação foi confirmada pela própria distribuidora de energia elétrica. Até às 11h30, é a primeira ação criminosa nesta sexta (21).

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará foram acionados nesta manhã para a ocorrência. A ação foi registrada na Rua Bárbara de Alencar. "O incêndio já foi debelado. Equipes policiais realizam as primeiras diligências sobre o fato", informou a SSPDS em nota.

Também por meio de nota, a Enel informa que os colaboradores que estavam no caminhão não sofreram nenhum tipo de ferimento. "Multinacional de energia com atuação em vários estados brasileiros, a Enel aproveita para ressaltar que repudia os recentes ataques a viaturas da companhia ou qualquer outro ato de violência”, acrescenta a distribuidora em nota.

Na última quarta-feira foram (19) atacados dois veículos da Enel Distribuição Ceará no bairro Cidade dos Funcionários, sendo que um deles foi incendiado e o outro foi atingido por disparos de arma de fogo. De lá para cá, 23 ônibus foram atacados em diferentes áreas de Fortaleza.

A SSPDS destaca ainda que quem tiver mais informações que possam auxilixar a Polícia entre em contato pelo número 181 ou no 190, com garantia de sigilo.

Veja o vídeo:

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.