MÁRTIR FRANCISCA

Camilo Santana considera chacina como "covarde e inaceitável"

A declaração foi dada durante bate-papo com internautas em sua página no Facebook.

15:47 · 14.11.2017 / atualizado às 16:03
Camilo Santana
Camilo Santana ( Foto: Reprodução/Facebook )

O governador Camilo Santana considerou como “covarde e inaceitável” a chacina que vitimou quatro internos do Centro de Semiliberdade Mártir Francisca, no bairro Sapiranga, em Fortaleza, na madrugada desta segunda-feira (13). A declaração foi dada durante bate-papo ao vivo com internautas em sua página no Facebook.

“Na própria segunda-feira pela manhã, eu cancelei minha agenda externa. Convoquei uma reunião com os secretários, superintendente do sistema, onde nós tomamos todas as medidas para que pudesse punir os grandes responsáveis por essa ação. Ontem mesmo, já tínhamos identificado algumas pessoas suspeitas. Já prendemos um dos suspeitos e que confessou o crime. Portanto, serão rigorosamente punidos pela lei”, afirmou Camilo Santana.

> Suspeito de participar de chacina na Sapiranga é preso

> Adolescentes são retirados de centro de semiliberdade e executados a tiros

> Internos mortos reportaram ameaças à Justiça

> Homicídios de jovens em Fortaleza cresce 71% em 2017

> Entrevista com especialista: episódio mostra fragilidade do Sistema Socioeducativo

Um grupo de vinte homens chegou armado à unidade de semiliberdade e resgatou seis adolescentes. Dois deles, foram liberados pelo bando. As vítimas, que não tiveram a identidade divulgada pela Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas), foram assassinadas a tiros na Rua Firmo Ananias Cardoso. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.