BAIRRO DE FÁTIMA

Cabos de semáforos são reinstalados e furtados novamente uma hora após o conserto

Desde o início de 2017, foram registrados 91 furtos, totalizando mais de 11 mil metros de cabos semafóricos furtados

17:30 · 12.06.2018 / atualizado às 17:59
13 de maio
AMC reitera que seus agentes, junto aos profissionais do Via Livre, dão apoio ao trânsito, para que não haja congestionamentos ( Foto: Reinaldo Jorge )

Quatro dos cinco cabos dos semáforos que haviam sido furtados, na madrugada da última sexta-feira (8), foram reinstalados, nesta terça-feira (12), na Avenida 13 de Maio. Uma hora após o conserto dos equipamentos, os cabos foram novamente furtados e os sinais pararam de funcionar outra vez.

De acordo com a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), foram recolocados 1.500 metros de cabo, sendo que 600 deles foram furtados cerca de uma hora depois da reinstalação. Conforme o órgão, outros equipamentos também foram levados pelos criminosos, na Avenida Aguanambi com a BR-116 e na rotatória da mesma avenida, nas últimas três madrugadas. 

A AMC afirma que realiza as atividades durante a madrugada, pois "obedece a um cronograma, em que os reparos só podem ser realizados durante este período, como uma forma de evitar os impactos no trânsito". 

Os dois semáforos localizados nos cruzamentos da Rua Deputado Studart com Avenida 13 de Maio e na Rua Monsenhor Salazar com BR-116 continuam apagados, contudo, o órgão reitera que seus agentes, junto aos profissionais do Via Livre, dão apoio ao trânsito, para que não haja congestionamentos. 

Sobre os furtos, a AMC ressalta que registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) para cada ação criminosa e que notificou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) para que a pasta tome providências e solucione o caso.

Desde o início de 2017, foram registrados 91 furtos, totalizando mais de 11 mil metros de cabos semafóricos furtados. Conforme a AMC, os equipamentos afetados estão localizados, principalmente, no Bairro de Fátima, Vila União e Papicu. 

Prisão

No último mês de abril, a Coordenadoria de Inteligência (Coin), da SSPDS, prendeu dois envolvidos no furto e, por meio da dupla, chegaram a um terceiro suspeito que comercializava os cabos em um esquema de receptação. Atualmente, os três indivíduos estão soltos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.