caucaia

Cabo da Polícia Militar morre após ser baleado dentro de casa

Luís Carlos Ribeiro de Araújo, de 49 anos, foi socorrido, mas teve duas paradas cardíacas e morreu no Hospital Municipal de Caucaia

Três homens invadiram a casa e dispararam os tiros contra o policial. ( Reprodução TV Verdes Mares )
14:24 · 18.03.2017 / atualizado às 08:58 · 19.03.2017
Luís Carlos Ribeiro de Araújo era cabo da Polícia Militar e tinha 49 anos ( Foto: VC Repórter )

O cabo da Polícia Militar do Estado do Ceará Luís Carlos Ribeiros de Araújo, de 49 anos, foi baleado na manhã deste sábado (18), em sua casa, no bairro Eldorado, em Caucaia. O policial estava afastado do serviço ativo, de acordo com informações da assessoria de imprensa da Polícia Militar, e foi surprendido por suspeitos que efetuaram disparos.

De acordo com o Tenente Coronel Jander, responsável pela Área Integrada de Segurança 7(AIS7), três homens invadiram a casa e dispararam os tiros contra o policial. Ele foi levado para o Hospital Municipal de Caucaia, mas após duas paradas cardíacas, morreu na unidade de saúde.

A Polícia trabalha com algumas linhas de investigação, mas acredita que o militar era o alvo dos criminosos. Testemunhas já identificaram os supeitos. Diligências estão sendo realizadas na região, com o intuito de capturar os autores do crime. O Tenente Coronel informou que eles estão foragidos.

A Polícia Militar divulgou uma nota de pesar sobre o ocorrido.

Leia na íntegra:

A Polícia Militar do Estado do Ceará, consternada, lamenta profundamente o falecimento do Cabo PM Luís Carlos Ribeiro de Araújo. O fato ocorreu na manhã deste sábado (18), no Bairro Eldorado, em Caucaia. O policial, que estava afastado do serviço ativo, foi surpreendido por suspeitos que efetuaram disparos de arma de fogo. 

O policial foi socorrido para o Hospital Municipal de Caucaia, mas não resistiu. Diligências estão sendo realizadas na região no intuito de capturar os autores do crime. O Cabo Ribeiro tinha 49 anos de idade e ingressou na Polícia Militar no dia 29 de Dezembro de 1989.

Aos familiares, daremos apoio incondicional, rogando que cada ente querido encontre conforto no orgulho de ter participado da vida dele. Manifestamos nossos sentimentos aos amigos e policiais militares pela perda de mais um cidadão de bem e honrado. A Polícia Militar do Ceará não descansará enquanto os autores desse ato covarde não forem capturados.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.