Praça da Cruz Grande

Avó e neta são baleadas durante confronto entre Polícia e criminosos na Serrinha

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) nega que o caso tenha acontecido e diz que não houve registro de confronto na região da Serrinha

O episódio aconteceu no entorno da Praça da Cruz Grande ( Foto: VCrepórter )
22:54 · 25.06.2018 / atualizado às 11:31 · 26.06.2018

Um tiroteio entre policiais da Força Tática de Apoio (FTA) e criminosos deixou uma mulher e uma criança baleadas no bairro Serrinha, na noite desta segunda-feira (25). As vítimas, que são avó e neta, tem aproximadamente 50, e 5 anos, respectivamente. O episódio aconteceu no entorno da Praça da Cruz Grande, localizada proxima ao Campus Itapery, da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

A população nega a versão da Polícia, que afirma ter sido recebida a tiros durante uma vistoria no local. Os moradores se revoltaram após as duas vítimas terem sido atingidas pelos disparos e tomaram a Praça em um protesto. No ato, a população tentou incendiar dois ônibus, mas viaturas do Batalhão de Polícia Raio (BPRaio) foram acionadas ao local e impediram a ação.

As vítimas foram encaminhadas ao Instituto Doutor José Frota (IJF), mas não há informações sobre o estado de saúde de ambas. No local, a Polícia não quis conversar com a imprensa sobre o tiroteio.

Em nota, SSPDS nega fato confirmado no local por equipe de reportagem

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) negou, em nota, que o caso tenha acontecido e diz que não houve registro de confronto na região da Serrinha. Contudo, a equipe de reportagem esteve na casa das vítimas e confirmou a ocorrência.

Confira a nota completa: 

"A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) esclarece que não procede a informação acerca de uma criança e uma mulher que teriam sido baleadas na noite de ontem (25), no bairro Serrinha – Área Integrada de Segurança 05 (AIS 05). A pasta informa ainda que não há registro de confronto naquela região, também na data dessa segunda-feira. Conforme informações repassadas pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) e também pelo 21° Batalhão da Polícia Militar do Ceará, uma viatura da Força Tática (FT) realizava um patrulhamento pela Avenida Silas Munguba, quando se deparou com uma mulher pedindo ajuda porque uma criança de cinco anos estaria um corte na mão. A composição socorreu a criança para uma unidade de saúde, onde ela recebeu um curativo e logo foi liberada. 

Roubo a coletivo

Também na noite de ontem, após este primeiro registro, a PM foi acionada para uma outra ocorrência em que um grupo tentou atear fogo em um coletivo, ainda na Avenida Silas Munguba, na Serrinha. Conforme um inquérito policial instaurado no 11° Distrito Policial (DP), após o relato do próprio condutor do coletivo, os homens abordaram o ônibus, e em seguida, ameaçaram e assaltaram os passageiros. Os suspeitos chegaram, ainda, a roubar o caixa do veículo. Com a chegada do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), o grupo se dispersou. Foi apreendido um galão contendo gasolina. A investigação acerca do caso é de competência do 25° Distrito Policial (DP)."

*Com informações de Cleber Cavalcanti, repórter da TV Diário.

 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.