dano moral

Advogado pede indenização de R$1 milhão a favor da família de Dandara

A justificativa da ação é a deficiência policial no atendimento à vítima

12:43 · 14.06.2018 / atualizado às 13:49
dandara
Ativistas protestaram em frente ao Fórum Clóvis Beviláqua no dia do julgamento de cinco réus, em Abril deste ano ( Foto: Natinho Rodrigues )

O advogado Hélio Leitão ajuizou nesta quarta-feira (13), um pedido de indenização por dano moral no valor de um milhão de reais à mãe da travesti Dandara dos Santos, Francisca Ferreira de Vasconcelos. 

A ação tem justificativa na deficiência no atendimento à vítima. "Temos um documento, expedido pela própria Secretaria de Segurança, que comprava uma hora de distância entre a primeira ligação da comunidade à polícia e o atendimento em si", destaca o advogado. 

Segundo Hélio, houve falha policial e o Estado teve essa responsabilidade. "Propusemos a indenização e agora só resta esperar a decisão. Ao nosso juízo a culpa do Estadp está muito bem delineada", complementou. 

Dandara foi morta no dia 15 de fevereiro de 2017, espancada por oito suspeitos no bairro Bom Jardim. Um vídeo gravado pelos próprios autores do crime ganharam repercussão e fizeram do caso conhecido até mesmo internacionalmente. 

No último mês de abril, cinco dos oito adultos acusados foram condenados por motivo torpe, meio cruel e sem chance de defesa para a vítima. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.