caucaia

Motaxista é vítima de um latrocínio

01:00 · 15.09.2018 / atualizado às 01:01
Carlos Eduardo Evangelista Gois
Carlos Eduardo Evangelista Gois, de 27 anos, foi chamado por uma mulher para uma corrida, no Centro de Caucaia

Um mototaxista foi assassinado, ontem, durante uma corrida para o Distrito de Minguaú, em Caucaia. Segundo informações da TV Diário</CF>, ele trabalhava no Centro do Município quando uma mulher solicitou o serviço. A vítima foi roubada e morta com disparos de arma de fogo, em uma estrada carroçável, às margens da BR-020.

A principal suspeita da Polícia é a de latrocínio, já que a carteira, celular e os capacetes do mototaxista não estavam no local do crime. A vítima foi identificada como Carlos Eduardo Evangelista Gois, 27, sem antecedentes criminais. Ele assumiu a vaga no serviço de transporte no lugar do pai, que está doente.

Em entrevista à TV Diário, Antônio de Gois, pai da vítima, informou que a família ficou muito abalada quando soube, “porque ninguém espera isso, quando se sai para trabalhar”. O filho estava na profissão há pouco tempo. “Ele assumiu o ponto no meu lugar, para ajudar em casa, porque eu estou passando por uns problemas de saúde. Era um menino muito bom, trabalhador”, ressalta emocionado.

Dois homens foram detidos sob suspeita do latrocínio. A Polícia apura, também, a participação de mais pessoas no crime, inclusive da passageira, que segue sendo procurada.

A mulher que teria chamado o mototaxista para deixá-la em Minguaú já teria sido identificada pela Polícia, segundo a PM. Porém, não está certo se ela havia combinado ou não uma emboscada com os criminosos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.