roubo a carro-forte

Membros de quadrilha foram capturados 24 vezes

Se somadas, as passagens pela Polícia dos quatro suspeitos de atacar um carro-forte, na Aldeota, chegam a mais de duas dezenas ( FOTO: KID JÚNIOR )
01:00 · 30.05.2018

Mais dois suspeitos de tentar roubar um carro-forte, na Aldeota, em Fortaleza, na manhã da última segunda-feira (28), foram presos. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os quatro suspeitos detidos, após o roubo dos malotes, tinham vastas fichas criminais, que somadas totalizam 24 passagens pela Polícia. A ação criminosa ousada deixou um vigilante ferido e assustou quem passava pelo local, de grande movimentação.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Gilcélio da Costa Lima, conhecido como 'Tetinha', 39, acumulava passagens pela Polícia, por homicídio, roubo, associação criminosa e receptação. Rogério Miranda de Brito, 36, respondia por roubos e tráfico de drogas. José Erinaldo Barreto da Silva, 23, tinha antecedentes por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Enquanto Marcondes Pinheiro da Costa, o 'Sorriso', 30, respondia por homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Presos juntos, em 2015, 'Tetinha' e Rogério de Brito, tinham desafiado a Polícia, há três anos, com mais dois comparsas. O grupo serrou as grades de uma cela e fugiu da Delegacia de Capturas (Decap). Na época, 'Tetinha' era conhecido como 'especialista' em roubos a carros-fortes. Duas semanas antes da fuga, havia sido preso, com mais cinco pessoas, prestes a atacarem um veículo blindado, que transportava dinheiro para abastecer uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF), em Pacajus.

Em abril de 2015, estava escondido na casa de parentes, no Distrito de Sucatinga, em Beberibe, e chegou a fugir para um matagal, ao perceber a chegada dos policiais civis, mas terminou capturado pela Polícia Civil.

Prisões

Erinaldo e 'Sorriso' foram presos por policiais militares do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), na Avenida Doutor Theberge, ainda na manhã da segunda-feira (28). Com a dupla, foram apreendidas uma submetralhadora artesanal, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38 - roubado do vigilante do carro-forte.

A dupla foi localizada através dos sensores do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia), que identificou a placa da motocicleta Yamaha Factor, de cor preta, utilizada na fuga.

Horas depois, equipes da Força Tática da PM receberam informações que dois suspeitos estavam escondidos no bairro Álvaro Weyne e se deslocaram para o local, onde conseguiram prender 'Tetinha' e Rogério. Uma pistola Ponto 40 foi apreendida nas diligências.

Desta vez, os quatro suspeitos foram autuados na DRF por tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte), associação criminosa e porte ilegal de arma.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.