Dupla presa

Instrutor é morto a tiros dentro de academia

01:00 · 12.04.2018

Um instrutor de uma academia de ginástica foi assassinado a tiros, dentro do local de trabalho, no bairro Jereissati I, em Maracanaú, na noite da última terça-feira (10). Minutos depois do crime, dois suspeitos foram presos pela Força Tática (FT) do 14º BPM. Um terceiro suspeito segue foragido.

De acordo com o comandante da Área Integrada de Segurança (AIS) 12, tenente-coronel Océlio Alves, o instrutor Crislley Kevin da Costa Bandeira, 20, foi alvejado por volta de 22h, por um homem que invadiu a academia, localizada na Avenida Central. Testemunhas contaram à Polícia que três homens participaram da execução e um veículo Fiat Palio, de cor branca, dava apoio à ação criminosa, parado na Rua Cinco. Em diligências pela região, os policiais militares encontraram o automóvel, ainda com o motor aquecido, em uma residência da Rua 24, no Conjunto Jereissati I.

Os suspeitos não estavam mais no imóvel, mas um celular foi apreendido, o qual continha uma conversa entre os suspeitos. Através da troca de mensagens, Carlos Taiso Lopes Alves, 27, e Alysson Rauan Moraes Pereira, 22, planejaram o assassinato de Kevin e combinaram de voltar ao local para conferir se ele estava morto.

A composição da PM voltou à academia e prendeu a dupla em flagrante. Segundo o tenente-coronel Alves, os suspeitos confessaram o crime e alegaram que foram motivados pelo fato de Kevin estar se relacionando com a mãe de um deles. Entretanto, a Polícia apurou que também existia uma rivalidade entre eles.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.