Tráfico interestadual

Homem preso com 40Kg de cocaína

01:00 · 12.07.2018
Image-0-Artigo-2425697-1
Em uma pousada na Rua Clarindo de Queiroz a Polícia aprendeu 27 pacotes de cocaína, que estavam dentro de uma mala de viagem

O amazonense preso pela Polícia Militar com quase 40 kg de cocaína, no Centro da Capital, na noite da última terça-feira (10), teria transportado droga do Norte do País ao Ceará pelo menos cinco vezes. A Polícia Civil investiga qual seria o destino da carga de entorpecentes.

José Francisco da Costa, de 33 anos, foi detido após uma abordagem da Força Tática (FT) do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur), enquanto passava a pé pelo cruzamento das ruas Dom Joaquim e Tenente Benévolo, por volta de 20h30, segundo informações de um policial civil que participa da investigação.

Um homem que estava na companhia do amazonense fugiu no momento em que os policiais militares deram ordem de parada, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Em vistoria aos pertences do suspeito, os agentes de segurança encontraram um pacote de cocaína, dentro de uma mochila.

Ao ser indagado pelos PMs, José Francisco admitiu que escondia mais droga onde ele estava hospedado. A equipe se deslocou até uma pousada na Rua Clarindo de Queiroz e aprendeu o restante da carga de entorpecentes, 27 pacotes de cocaína, que estavam dentro de uma mala de viagem.

A droga apreendida totalizou 39,2 kg. Além do entorpecente, a Polícia encontrou uma identidade, com a foto do suspeito e no nome de Edmilson Marinho da Luz. Entretanto, o preso não assumiu essa identificação, durante a abordagem policial.

Depoimento

O homem foi preso em flagrante e levado ao 34º DP (Centro), onde foi autuado por tráfico de drogas. Em depoimento à Polícia Civil, ele revelou que trouxe a carga de cocaína de Belém, capital do Pará, e ia entregar a mercadoria a um homem que o aguardava na Praia de Iracema.

Conforme o policial civil ouvido pela reportagem, o amazonense, natural de Jutaí, afirmou que era marceneiro, estava desempregado há 8 meses e ia receber mil reais por cada pacote de droga que entregasse na capital cearense. Ele também revelou que todas as suas despesas, durante a viagem, estavam sendo pagas por um homem, identificado apenas como "Coringuinha".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.