Equipamento da Copa é testado no Pré-Carnaval - Polícia - Diario do Nordeste

Folia segura

Equipamento da Copa é testado no Pré-Carnaval

10.02.2014

Image-0-Artigo-1542269-1
O caminhão que transporta a plataforma de vigilância eletrônica foi utilizado na operação de segurança do Pré-Carnaval e garantiu o evento
Foto: Fernando Ribeiro
Image-1-Artigo-1542269-1
As câmeras instaladas no topo da plataforma permitem observação nítida de até 3 mil metros de distância

Uma Plataforma de Observação Elevada, com várias câmeras, auxiliou a tropa e o evento foi tranquilo

Um aparato formado por cerca de 200 policiais de, pelo menos, quatro batalhões, garantiu a plena segurança no segundo sábado de Pré-Carnaval na Praia de Iracema. Praticamente nenhum registro de incidentes (furtos, assaltos e agressões) foram registrados nos dois corredores de desfile dos blocos (ruas Tabajaras e João Cordeiro) e no Aterrinho da Beira-Mar.

Além do forte contingente formado pelos batalhões de Policiamento Turístico (BPTur), de Policiamento de Eventos (BPE), de Choque (BPChoque), de Policiamento Comunitário (BPCom/Ronda do Quarteirão) e da Cavalaria, a Secretaria da Segurança Pública colocou em funcionamento uma das principais ferramentas que será mobilizada na vigilância policial da Copa do Mundo em Fortaleza. Trata-se da Plataforma de Observação Elevada (POE), um caminhão composto de uma torre com câmeras de alta precisão capazes de captar imagens de alta resolução até três mil metros de distância. Dentro do veículo, painéis são observados por policiais treinados pela SSPDS.

O POE foi doado ao Governo do Estado do Ceará, no ano passado, pelo Ministério da Justiça, através da sua Secretaria Especial de Grandes Eventos (Sege) e utilizado experimentalmente na Copa das Confederações. Na Copa do Mundo, o equipamento será utilizado na vigilância eletrônica de vários pontos da Capital, fazendo parte do Centro Integrado de Comando e Controle Local (CICCL). Ali mesmo na Praia de Iracema ele será instalado para a segurança policial das FanFest. No Revéillon, no Aterro, ele também foi testado.

Através do monitoramento de todo o perímetro does eventos, os oficiais que estão no comando da operação observam onde estão ocorrendo desde fatos simples, como pequenos furtos, a casos mais graves, como 'arrastões', assaltos, brigas, tráfico de drogas e roubo de veículos.

Na operação de sábado, na Praia de Iracema, o Comando do Policiamento da Capital (CPC) dividiu a tropa em duas frações, com uma entrando de serviço às 13 horas indo até às 20, e outra das 17 até a dispersão dos foliões. Viaturas do BPTur foram colocadas nas proximidades do Aterrinho e patrulhas à pé do Comando Tático Motorizado (Cotam), do Batalhão de Eventos e do BPTur garantiram uma festa sem incidentes.

AMC falhou

Uma das poucas falhas no aparato de segurança montado para o Pré-carnaval no sábado passado ficou por conta da falta de fiscalização da AMC ao longo da Rua João Cordeiro, onde veículos estacionados dos dois lados da vida 'estreitaram' o espaço destinado ao desfiles dos blocos que seguem da Avenida Monsenhor Tabosa e proximidades em direção ao Aterrinho. Além da PM e da AMC, o Samu participou da operação com duas ambulâncias e um posto de atendimento.

FERNANDO RIBEIRO
Editor de Polícia

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999