Combate ao Tráfico de Drogas

Dupla de delegados está à frente da DCTD

01:00 · 21.03.2018 / atualizado às 01:18

O escândalo envolvendo policiais civis lotados na Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) fez com que a equipe da Especializada tivesse de ser praticamente toda reposta. Conforme apurou a reportagem, os delegados Felipe Porto e Socorro Portela são, atualmente, responsáveis pela Divisão, localizada na Avenida Deputado Oswaldo Studart, no Bairro de Fátima.

> Laudo conclui que inspetor desviou droga apreendida 

Socorro Portela, que assumiu a direção da DCTD desde o dia em que a Polícia Federal deflagrou a 'Operação Vereda', afirmou, ontem, que o trabalho vem sendo retomado por etapas e as investigações estão tendo seguimento normalmente. "Seguimos trabalhando", resumiu a delegada de Polícia Civil.

Antes de assumir a Especializada, Socorro Portela presidia a Comissão de Estudo do Perfil das Vítimas de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs), montada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Ela também já foi diretora da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ações

A passos lentos, a Especializada tenta se reerguer e se livrar dos estigmas deixados pela operação. Em 2018, apenas duas ocorrências envolvendo a DCTD repercutiram. Uma delas foi a prisão de um amazonense, que estava em posse de 7Kg de droga, que seria distribuída na Praia do Futuro: a outra foi a captura de Douglas Matias da Silva, suspeito da Chacina do Benfica.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.