Latrocínio

Dupla afirma que matou estilista após tentar roubo

01:00 · 18.05.2018
Image-0-Artigo-2401882-1
Nayana Mara estava saindo da fábrica onde trabalhava, na Rua Roquete Pinto, quando foi abordada por assaltantes, levou um tiro e morreu no local

Um adulto e um adolescente capturados pela Polícia Civil do Ceará (PCCE) afirmaram que tentaram roubar a estilista Nayana Mara Costa Araújo, de 32 anos, mas acabaram matando-a, na última segunda-feira (14), no bairro Parangaba, na Capital. Outros dois participantes do latrocínio estão foragidos e são procurados pelas forças de Segurança do Estado.

Os dois suspeitos são amigos e foram encontrados em suas residências, no bairro Vila Manoel Sátiro (próximo de onde aconteceu o crime), na tarde da última quarta-feira (16), em trabalho conjunto do 5º DP (Parangaba) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo o titular do 5º DP, delegado Valdir Passos, a investigação identificou a participação de quatro criminosos na tentativa de roubo que terminou em morte e o adolescente apreendido seria o mentor do crime. "Ele convidou outro adolescente e dois maiores para fazer esse assalto. Era um assalto mesmo, ele disse que a moça se assustou e, quando ela quis sair, eles atiraram", contou Passos.

Inquérito

O adulto preso foi identificado pela Distrital como Lucas Almeida Coelho, de 23 anos. Ele já respondia pelos crimes de receptação e roubo e foi levado à DHPP, responsável por instaurar o inquérito do latrocínio, para ser interrogado. O adolescente apreendido, de 17 anos, não tinha passagens pela Polícia e foi conduzido à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), onde foi lavrado um auto de apreensão pelo ato infracional análogo ao latrocínio. Conforme informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Nayana Mara estava saindo da fábrica onde trabalhava, na Rua Roquete Pinto, quando foi abordada por assaltantes. Ela entrou no seu veículo e foi atingida por um disparo fatal, no queixo. A mulher ainda tentou pedir socorro, mas morreu no local.

Um veículo Chevrolet Classic, clonado, que foi utilizado pelos suspeitos na ação criminosa, foi apreendido pela Polícia Civil horas após a morte da estilista, em um estacionamento da Capital. A vítima foi velada e enterrada na última terça-feira (15), na capital cearense, por familiares e amigos revoltados com o caso.

De acordo com dados da SSPDS, 19 crimes de latrocínio (roubos seguido de morte) foram cometidos no Ceará, neste ano. Em janeiro, foram sete ocorrências; em fevereiro, dois casos; em março, três latrocínios; e em abril, quatro registros. Até o último dia 16 de maio, a Pasta havia contabilizado mais três crimes de roubo seguido de morte.

Entre os casos deste ano estão as mortes da estudante de Direito Cecília Rachel Gonçalves Moura, de 23 anos. Ela morreu, no dia 12 de abril após ser baleada na cabeça em uma tentativa de assalto. O crime aconteceu na Rua Vereador Pedro Paulo, no bairro Parque Manibura. Os suspeitos do crime foram presos dias depois.

Empresário

Outro latrocínio registrado neste ano vitimou Roberto Mamede Studart Soares, o 'Betinho Studart' empresário, conselheiro e diretor de Esportes Amadores e Olímpios do Fortaleza Esporte Clube. Roberto Studart saía do banco localizado entre a Avenida Santos Dumont e Rua Júlio Azevedo. Segundos após entrar no carro, um homem, correndo, foi até a direção da vítima e a abordou com uma arma.

O empresário sai do carro e trava uma luta corporal com o criminoso. Porém, instantes depois, é alvejado com disparos de arma de fogo e cai. Um outro homem, vindo em uma moto de cor preta, passa ao lado do corpo e auxilia na fuga do responsável pelos tiros. A dupla suspeita da morte do empresário Betinho Studart foi capturada pelas forças de Segurança.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.