segundo caso

Creche pública do bairro Siqueira é alvo de furtos

01:00 · 04.07.2018
creche alvo de furtos
De acordo com pais e professores, ontem, criminosos pularam o muro da instituição e furtaram oito ventiladores ( FOTO: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE FORTALEZA )

As ações criminosas contra instituições de ensino públicas continuam. Ontem, uma creche localizada no bairro Siqueira foi invadida pela segunda vez e teve itens furtados por criminosos. Segundo pais e professores, um grupo pulou o muro do Centro de Educação Infantil (CEI) Francisca de Abreu Lima e furtou, pelo menos, oito ventiladores.

De acordo com o pai de uma das crianças que estuda no local, a insegurança na creche é permanente. O homem, que optou por não ter seu nome revelado, disse que, na semana passada, criminosos já haviam entrado na Instituição e levado caixas de som e microfones, utilizados para atividades lúdicas com as crianças.

A Secretaria Municipal da Educação (SME) informou, por meio de nota, que a direção da unidade registrou Boletins de Ocorrência (B.Os) no 32ºDP (Granja Lisboa) nos dois casos de invasão, para que sejam realizadas as devidas apurações. O prédio foi inaugurado pela Prefeitura há um ano e meio.

Uma professora lotada na unidade afirmou que a situação é revoltante e, aparentemente, tratada com descaso pelas autoridades. "Temos que procurar a mídia para ter atenção. Não podemos deixar nossos alunos sofrendo essa insegurança. O vigia não dá mais conta de impedir, precisamos do apoio da Guarda Municipal", disse a servidora, que não quis ser identificada.

Vigilância

Em resposta, a SME ressaltou que o CEI mencionado possui dois porteiros. Não foi divulgado se haverá reforço na vigilância, após os fatos ocorridos.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a Polícia Militar realiza diligências visando prender os autores dos crimes. Também segundo a SSPDS, viaturas do Policiamento Ostensivo Geral (POG) e também do Grupamento de Segurança Escolar realizam patrulhamento no entorno da creche.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.