jangurussu

Cinco presos por expulsar famílias em Fortaleza

01:00 · 11.04.2018

Mais de 20 famílias foram expulsas de suas residências, pela facção criminosa Guardiões do Estado (GDE), na região conhecida como Grande Jangurussu, em Fortaleza, somente do ano passado para cá. Esse número aproximado de vítimas já chegou ao conhecimento do 30º DP (Conjunto São Cristóvão), da Polícia Civil, até o momento, o que resultou na prisão do total de 10 suspeitos pelo crime, neste ano.

A última operação da Distrital foi deflagrada entre sexta-feira (6) e segunda (9) e prendeu cinco pessoas ligadas à GDE e que cometiam crimes na região. Entre eles estão dois líderes da organização criminosa. Tamires Santos Almeida, de apenas 19 anos de idade, teria assumido o comando da facção nas expulsões do Residencial José Euclides Ferreira Gomes, do Programa Minha Casa Minha Vida, localizado no Sítio São João. "A Tamires veio de uma favela, chegou na área e fez amizade com o 'Manel' e seus irmãos. Com a prisão deles, ela ficou como porta-voz da quadrilha. Na casa dela, nós encontramos várias chaves de apartamentos, que ela não soube como foi parar lá. Foram apreendidas drogas e no celular dela tinham vários ilícitos", contou o titular do 30º DP, delegado Maurício Júnior.

A companheira de Tamires, identificada como Débora Brenda Almeida Ferreira, 21, também foi presa. Ela portava uma tornozeleira eletrônica da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), como medida cautelar deferida pela Justiça, por cometimento de um furto qualificado. Entretanto, o equipamento não estava funcionando.

Em outra diligência, policiais civis capturaram Flávio Silva Barbosa, o 'Pará', 27, e Cícero Ronério Rodrigues Chagas, 19. Também foi preso Antônio Marcos Pereira da Silva, 21

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.