em brasília

Camilo se reúne com ministro extraordinário da Segurança

No último dia 15, Raul Jungmann esteve no Ceará para oficializar que o Estado receberá o Centro Integrado de Inteligência ( Foto: Saulo Roberto )
01:00 · 04.04.2018

A fim de discutir os próximos passos para a implementação do primeiro Centro Integrado de Inteligência e Controle para o Combate ao Crime Organizado do Brasil, o governador do Ceará, Camilo Santana, se reúne, amanhã, em Brasília, com o ministro extraordinário da Segurança Pública do Brasil, Raul Jungmann. O encontro foi anunciado, ontem, por Camilo em transmissão ao vivo no Facebook.

No último dia 15, Raul Jungmann esteve no Ceará com outras autoridades nacionais para oficializar que o Estado receberá o Centro. Na ocasião, foi assinado um Termo de Compromisso para a construção da estrutura do equipamento. Data de inauguração e localização do prédio não foram informadas.

Durante o bate-papo realizado semanalmente, o governador divulgou novas medidas e ressaltou que os problemas relacionados à violência são desafiadores. Porém, conforme o chefe do Executivo Estadual, as autoridades estão preparadas para combater a criminalidade.

"Podem ficar certos. Nós vamos vencer essa guerra sim. É desafio? É. Não é fácil, repito. A gente tem procurado fazer com muita determinação. Não é uma tarefa fácil. Eu desafio um Estado desse País que tenha investido mais na área de Segurança Pública", disse o governante se referindo aos nove mil servidores convocados desde o início do seu mandato.

Medidas

Dentre as medidas divulgadas durante a conversa, Camilo Santana contou que irá solicitar financiamento ao BNDES para a área da Segurança Pública. Outra determinação do governador foi a autorização para convocação de 250 concursados para cargos oficiais da Polícia Militar.

Segundo o chefe do Executivo Estadual, a turma deve iniciar um curso de formação específico: "Estou autorizando o secretário da Segurança Pública do Estado André Costa a convocar 250 concursados para cargos de oficiais combatentes da Polícia Militar", disse.

Para o representante máximo do Ceará, mais policiais nas ruas é deliberação necessária na redução dos crimes. "Ninguém vai melhorar a Segurança sem aumentar a presença da Polícia. É ilusão dizer isso. É preciso ter a presença da Polícia nas ruas. É preciso ter uma Polícia ostensiva como o BPRaio", esclareceu.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.