Bandidos presos em Jaguaribe - Polícia - Diário do Nordeste

OPERAÇÃO POLICIAL NO SERTÃO

Bandidos presos em Jaguaribe

02:23 · 15.12.2008
( )

Criminosos vinham praticando assaltos e assassinatos na região, seqüenciando a saga dos ´Filhos de Senhorzinho´

Policiais militares da 3ª Companhia do 1º BPM montaram um cerco na localidade de Sítio Barra do Manoel Lopes, no distrito de Feiticeiro, em Jaguaribe (a 300Km de Fortaleza) e prenderam mais dois integrantes da quadrilha conhecida como ´Filhos de Senhorzinho Diógenes´, bando responsável por um ´rosário´ de assassinatos, tráfico de drogas e assaltos na Região do Vale do Jaguaribe.

Francisco José de Lima, o ´Franzé´; e Rafael de Lemos Dias, o ´Rafaelzinho´, ambos de 21 anos, foram cercados em uma casa instalada em área de difícil acesso e somente se entregaram quando perceberam que não teriam chances de fugir. Com eles, a Polícia apreendeu um revólver calibre 38, uma espingarda, muita munição de reserva, além de dinheiro e vários telefones celulares.

Para a Polícia, a prisão de ´Rafaelzinho´ e ´Franzé´ representou mais um duro golpe na quadrilha que, há quase quatro anos, vinha espalhando um regime de terror e mortes no Vale do Jaguaribe, principalmente nos Municípios de Jaguaretama, Morada Nova e Nova Jaguaribara. O grupo tinha como chefes os bandidos Lucivando Saraiva Diógenes, o ´Gordo´, seu irmão, Ricardo Sérgio Saraiva Diógenes; e Genilson Torquato Rocha.

Assaltos

A caçada aos últimos integrantes do bando de ´Filhos de Senhorzinho Diógenes´ foi chefiada pelo major PM Jair Matias Queiroz, comandante da companhia da PM em Jaguaribe.

Segundo o oficial, os bandidos praticaram, nas últimas semanas, uma seqüência de assaltos contra fazendas, residências e pontos comerciais da zona rural de Jaguaribe, espalhando medo e levando a população a pedir providências. Na última quinta-feira, os vereadores daquele Município realizaram uma sessão extraordinária na Câmara Municipal de Jaguaribe para tratar, exclusivavemente, do caso e pedir a prisão dos matadores e assaltantes, que passaram a ser chamados de ´novos Lampiões´.

No sábado à tarde, a Polícia recebeu a informação de que os criminosos estavam escondidos no Sítio Barra do Manoel Lopes, sob a proteção de um homem conhecido por ´Chico Preto´. Utilizando veículos descaracterizados, os policiais se dirigiram para lá.

Depois de uma intensa caminhada pela mata, os PMs chegaram à casa indicada e fizeram o cerco. Os bandidos resistiram em não se entregar. A PM teve, então, que invadir o local, prendendo os dois homens antes que eles fizessem uso de suas armas.

Fugitivos da cadeia pública de Jaguaribe, ´Rafaelzinho´ e ´Franzé´ eram os últimos comparsas em liberdade de ´Gordo´, Ricardo Diógenes e Genilson Torquato. Contra eles havia vários mandados de prisão preventiva decretadas pelas comarcas de Jaguaribe e Jaguaretama. Os últimos mandados foram assinados pelo juiz da Comarca de Jaguaribe, Paulo Sérgio dos Reis.

Com a morte de ´Gordo´ e as prisões de Ricardo Diógenes e Genilson Torquato, os bandidos decidiram sair de Jaguaretama e passar a agir em Jaguaribe.

Na delegacia regional, ´Rafaelzinho´ confessou ao delegado Edmar Bezerra Granja seus últimos crimes, entre eles, mais uma execução sumária que era atribuída à quadrilha. Juntamente com ´Gordo´, e Genilson, ele fuzilou um comerciante conhecido por ´Chico Pimenta”, em seu estabelecimento comercial no Centro de Jaguaretama. Do crime também teriam participado Jeovan Fernandes Nogueira, o ´Vereador´, e o bandido conhecido como ´Galego de Acopiara´, todos fugitivos da cadeia pública de Jaguaribe. ´Vereador´ foi recapturado junto com Genilson na cidade de Mombaça (a 206Km de Fortaleza), em agosto.

Mortos

Os dois homens foram autuados em flagrante e estão recolhidos, provisoriamente, na carceragem da Delegacia Regional de Jaguaribe. Mas a permanência deles ali deverá ser rápida, por conta de sua periculosidade. A exemplo de Genilson, Ricardo e ´Vereador´, ambos poderão ser trazidos para a Capital e encaminhados a um dos presídios ou Casa de Custódia. ´Gordo´ e outro comparsa dele, Inácio de Morais Paulo, o ´Cego de Solonópoles´, morreram em confronto com a Polícia na zona rural de Jaguaretama, em ocasiões distintas.

Fernando Ribeiro
Editor

PROTAGONISTAS
Grupo criminoso foi desmantelado

Lucivando Diógenes, o ´Gordo´

Era o cabeça da quadrilha que vinha praticando assassinatos, roubos e tráfico na região do Vale do Jaguaribe, mais intensamente em Jaguaretama. Cumpriu sua promessa de não se entregar à Polícia e acabou morto em confronto com a PM

Genilson Torquato Rocha

Principal comparsa de ´Gordo´ fugiu de Jaguaretama após a morte do chefe da quadrilha. Acabou sendo detido em Mombaça. Já prestou vários depoimentos e confessou friamente, pelo menos, 11 mortes. Praticava crimes desde a adolescente

Ricardo Saraiva Diógenes

Irmão de ´Gordo´, e tão frio quanto ele, foi o responsável por vários assassinatos em Jaguaretama, Morada Nova e Nova Jaguaribara. Há duas semanas, tentou fugir para São Paulo, mas foi detido pela Polícia no Crato, quando viajava em um caminhão