´SAIDINHA´

Assaltantes matam taxista

01:21 · 26.05.2010
( )
A vítima foi atacada quando saía, na tarde de ontem, de uma agência bancária, na Avenida Bezerra de Menezes

Menos de 24 horas após a morte de um turista italiano, em Fortaleza, mais um cidadão é assassinado durante assalto nas ruas da Capital. A vítima desta vez foi o taxista Francisco Juaci Alcântara de Oliveira, 56. Ele foi baleado e morto, na tarde de ontem, durante um roubo do tipo ´saidinha´ bancária, no estacionamento de um centro comercial, situado na Avenida Bezerra de Menezes, no bairro São Gerardo. Foi o quarto taxista morto este ano, em Fortaleza.

De acordo com a Polícia, o taxista costumava prestar serviços para uma empresa, quando transportava valores até agências bancárias e realizava depósitos e pagamentos. Na tarde de ontem, ele seguiu até a agência do Unibanco, localizada dentro de um centro comercial, para realizar um depósito.

Juaci estacionou seu veículo Siena táxi, entrou na agência, realizou o depósito e, ao sair do banco, com aproximadamente R$ 500,00 em espécie e R$ 3 mil em cheque, foi atacado por dois homens, um deles armado.

Segundo testemunhas, que pediram para não serem identificadas, o taxista ainda lutou com os assaltantes antes de ser baleado no abdome. Os criminosos fugiram em uma motocicleta Twister, de cor vermelha e com a placa virada. Após ser atingido, ele confirmou aos populares que lhe prestavam socorro, que nada havia sido levado pelos bandidos.

Hospital

Uma patrulha da Força Tática de Apoio (FTA), da 3ª Companhia do 5º BPM (Pirambu), compareceu ao local. Antes da chegada da ambulância, um dos policiais militares tomou a direção do táxi da vítima e a conduziu para o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro).

Na emergência do IJF-Centro, Juaci não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu quando recebia os primeiros atendimentos. No hospital, os parentes do taxista tomaram conhecimento de sua morte. O veículo de Juaci foi levado por policiais militares para a casa dele, no bairro Monte Castelo. As marcas de sangue na lateral do veículo denunciavam a violência do crime. Os vizinhos olhavam assustados a movimentação em frente à residência.

No estacionamento e nos arredores do centro comercial onde aconteceu o ataque, muitas pessoas ainda estavam assustadas com o fato. Algumas afirmaram que ali, são frequentes os roubos e furtos de veículos. Outros denunciaram os assaltos na Avenida Bezerra de Menezes. Ações criminosas como a registrada no último dia 12, quando outro taxista foi baleado de raspão durante assalto, próximo onde ocorreu o crime ontem.

Policiais detidos

Três policiais civis foram detidos na tarde de ontem e encaminhados à Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), suspeitos de envolvimento em delito.

O comandante do 6º BPM, tenente-coronel Carlos Ribeiro; e o titular da DRF, delegado Wilder Brito, ouviam os acusados no começo da noite passada. A Polícia não deu ainda detalhes das acusações contra os policiais, no entanto, surgiram boatos de uma tentativa de extorsão. A Coordenadoria de Inteligência (Coin) participou da detenção dos inspetores.

Guerra urbana

729 homicídios foram registrados em Fortaleza e sua Região Metropolitana desde o dia 1º de janeiro até as 22h49 de ontem (25). O Diário acompanha todos os casos de assassinatos na Capital cearense e na RMF

AV. BORGES DE MELO
Jovem assassinado dentro do veículo

Mais um crime com características de execução sumária foi registrado na Capital. O fato aconteceu por volta das 20 horas na Avenida Borges de Melo, próximo à ao Terminal Rodoviário Engenheiro João Tomé. Um jovem, identificado como Tarsio Olivier Evangelista, 24 (estava aniversariando ontem), foi executado com, pelo menos, 12 tiros de pistola de calibre Ponto 40 (0.40), arma de uso privativo da Polícia.

O rapaz, que morava no Bairro Ellery, foi morto na direção de um Cross Fox, preto, de placas HVR-8699 (CE), em um posto de combustível. Segundo a Polícia, em sua ficha de antecedentes constava apenas um crime de trânsito.

Conforme testemunhas, os atiradores eram ocupantes de um Corolla também preto, cuja placa não foi anotada. O corpo dele foi levado para o SVO.

A Polícia suspeita de um caso de vingança ou queima de arquivo. A quantidade de tiros disparados revela que os criminosos não deram nenhuma chance de defesa para Társio.

Outro crime

Os moradores da Rua do Contorno, no bairro Castelo Encantado, foram surpreendidos, na tarde de ontem, com o barulho de tiros. Momentos depois, se depararam com o desempregado Helio da Silva, 42, agonizando, caído no matagal. A vítima foi baleada dentro do barraco onde morava, tentou fugir, mas morreu alguns metros depois.

De acordo com a Polícia, Hélio já tinha passagens pela Polícia pelo crime de tráfico de drogas. Parentes informaram aos PMs, que, no começo da tarde de ontem, ele discutiu com dois jovens aproximadamente uma hora antes do crime.

EMERSON RODRIGUES
REPÓRTER

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.