Especial Publicitário

Em franca recuperação

04:30 · 02.08.2018 / atualizado às 17:39
Rodrigo Leite
Rodrigo Leite: estudo contínuo é um dos principais fatores de crescimento profissional. ( Jr. Panela )

O setor do comércio é um dos que mais apresentam oportunidades de inserção profissional. De acordo com Rodrigo Leite, Diretor Regional do Serviço Social do Comércio/Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Sesc/Senac Ceará), aproximadamente 75% do PIB (Produto Interno Bruto) do Estado se configura pelo comércio de bens, serviços e turismo. Mesmo tendo sido um dos setores mais afetados pela crise econômica, explica o gestor, a partir do segundo semestre de 2017 o segmento vem recuperando seu saldo de empregos formais.

Rodrigo Leite revela que, dentre as ocupações mais solicitadas, estão aquelas diretamente relacionadas com a compra, a venda e o transporte de mercadorias: vendedor, auxiliar administrativo, recepcionista, operador de caixa, repositor, auxiliar de escritório, operador de telemarketing, encarregado de setor, atendente, vendedor externo, auxiliar de vendas e estoquista.

Quanto aos diferenciais dos candidatos a vagas no setor do comércio, o Diretor Regional do Sesc/Senac Ceará pontua que as empresas estão em busca de profissionais que apresentem sólidos conhecimentos em sua área de atuação, que sejam empreendedores na atividade laboral, estejam conscientes, tenham atitudes sustentáveis e sejam colaborativos com a equipe de trabalho. “E, principalmente, que gostem de pessoas, pois só assim contribuirão para a satisfação e a fidelização dos clientes”, argumenta.

ALTERNATIVAS

O gestor enumera opções de capacitações aos jovens interessados nesse mercado, que vão desde as aprendizagens profissionais comercias – como em serviços do comércio, vendas e funções administrativos – até a formação técnica com cursos, por exemplo, de Administração, Logística, Marketing, Recursos Humanos, Qualidade etc.

Para os profissionais que desejam atualização, ele recomenda cursos de aperfeiçoamento. “É importante para o crescimento de todo e qualquer profissional a preocupação com a formação continuada. Não é porque se está estável em seu emprego que não se vai mais estudar. O estudo contínuo é um dos principais fatores de crescimento profissional”, frisa Rodrigo Leite.

Números positivos

Segundo Rodrigo Leite, o Ceará merece destaque no cenário nacional devido às suas estatísticas mais recentes:

◆ Crescimento de 1,9% do comércio varejista em julho de 2018, conforme o Radar Comércio do Ipece (Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará);
◆ Nos últimos 12 meses, esse crescimento foi de 3,6%;
◆ Aumento de 1,37%, nos últimos 12 meses, no saldo de empregos do Ceará, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados);
◆ Saldo positivo de 657 vagas, em Fortaleza, e de 2.309 vagas no Ceará, de acordo com o Caged, em maio de 2018.

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO ESPECIAL
LOGOSENAI LOGO FIEC logo prefeitura logo sebrae

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.