ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Conexões estratégicas

04:30 · 26.07.2018

No mundo do trabalho, uma das palavras mais ouvidas é a famosa networking. O termo em inglês se refere a uma rede de contatos e relacionamentos profissionais construída no decorrer da carreira. Seja para fazer negócios, seja para conseguir uma vaga de emprego, manter relações estratégicas é essencial para qualquer profissional.

“Networking é importante em todas as etapas da carreira profissional”, observa Rafaelle Sobreira, psicóloga e especialista em Recursos Humanos. “Uma rede de relacionamentos bem construída facilita o acesso às informações sobre o mercado de trabalho e as oportunidades existentes”, completa. Mas não é da noite para o dia que se constrói uma boa rede de relacionamentos. Leva tempo e requer algumas iniciativas, especialmente por parte de quem está começando a jornada profissional. “Um bom começo é participar de cursos, palestras e eventos de sua área, assim conhecerá pessoas novas. E, com o tempo, aprenderá a escolher os de maior relevância para sua carreira”, aconselha Rafaelle Sobreira.

Outra dica da psicóloga para os jovens que estão começando é procurar alguém de referência que seja uma espécie de mentor. Ele poderá apresentar pessoas relevantes para o networking e compartilhar a própria trajetória como forma de ensinamento. “Pode ser um professor, um executivo de sucesso, um empresário. Alguém que se disponibilize  em ajudar”, ilustra a especialista que também viveu esta experiência. “Pode parecer estranho, mas eu mesma passei por isso: mandei e-mail para um dos empresários mais ricos do Ceará e ele não só me respondeu o e-mail, como me recebeu e dedicou duas horas do seu precioso tempo comigo. Foi fantástico! Desde então nos falamos”, conta.

O que não fazer

Pensar que a sala de aula é suficiente para construir uma boa rede de contatos é um erro, segundo a profissional. “É preciso fazer muito mais: participar de eventos, fazer cursos extras, ler sobre economia e finanças independente da área de atuação”, defende Rafaelle Sobreira.

Outra atitude a ser evitada é entrar em discussões polêmicas em redes sociais ou grupos de relacionamentos e se expor desnecessariamente. “Comportamentos antiéticos em qualquer profissão pode ser prejudicial permanentemente”, arremata.

DICAS

Olho no olho

As redes sociais facilitam muito o contato, mas, sempre que possível, encontre as pessoas pessoalmente, seja para um almoço ou um happy hour.

Seja antenado

Leia, informe-se, tenha opinião sobre vários temas. “É preciso ser uma pessoa interessante, que saiba conversar sobre assuntos variados”, sugere Rafaelle Sobreira. Não precisa ser um expert, mas saber minimamente o panorama da economia e do mercado é importante para não passar uma imagem de uma pessoa desinformada.

Seja autêntico

É importante entender que networking não se baseia na falsidade. Seja você mesmo, saiba ouvir os outros com atenção e ajude sempre que possível. Aproximar-se da pessoa só com a intenção de obter benefícios não é uma atitude correta. “Dar importância ao outro é fator primordial para excelentes relacionamentos”, afirma Rafaelle Sobreira.

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO ESPECIAL
LOGOSENAI LOGO FIEC logo prefeitura logo sebrae

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.